“Eu odeio ser pai.” Homem declara estar exausto da paternidade e faz relato sincero

Sem titulo 523

Sabemos que a criação dos filhos não é uma tarefa fácil, e depende de muito esforço, dedicação e até lágrimas para que tudo saia de acordo. Geralmente essa responsabilidade recai sobre a mãe, pois ela é a que passa mais tempo com as crianças.

Mas existem pais que são mais participativos e estão presentes na rotina dos filhos e nos cuidados. E justamente por estarem próximos que entendem como o processo de criação é desgastante.

Esse homem decidiu relatar em um fórum online, de forma anônima para evitar julgamentos à sua reclamação. De acordo com as informações do The Sun, ele escreveu ao Reddit que realmente odeia ser pai.

A situação ficou tão complicada para ele, que precisou recorrer à terapia, porque está sentindo o esgotamento mental e físico por ser pai de três crianças.

Ele conta que tem duas meninas (4 anos e 1,6 ano) e um menino de apenas 5 meses.  Afirma que a vida se transformou numa droga, pois só há muitos gritos, choros e a casa está sempre bagunçada. Tudo que as crianças fazem é motivo de reclamação para ele, porque não lhe dão um minuto de descanso.

O homem relata que sempre tem alguém tentando comer seus lanches, sua privacidade acabou, não pode mais comprar nada para si, não tem vontade de sair e estar com outras pessoas, porque elas também têm filhos, e ele não aguenta mais.

Relatou que sempre está cansado e com péssimo humor desde que acorda até a hora de dormir. O pai decidiu buscar ajuda e o terapeuta disse que ele não está deprimido. O homem relata que estar sorrindo e ser social não deveria significar que não está em processo depressivo.

O pai cansado alega que possui 480 dias por criança para licença parental, e entende que por ser casado, consegue ter as tarefas domésticas bem divididas, e sabe que há muitas mulheres em situações piores.

Mas mesmo assim afirma que não importa se ele é paciente ou atento aos filhos, cada birra e choramingo é suficiente para que ele perca a paciência. Sente-se drenado.

Alega que seus filhos não são horríveis, pelo contrário, são crianças doces e atenciosas, mas o esgotam mentalmente, por isso ele escreve que odeia ser pai por odiar se sentir assim. Por causa desse sentimento de exaustão e esgotamento, o homem decidiu fazer vasectomia.

Temendo muitos julgamentos, o pai percebeu que outros foram compassivos com o seu desabafo. Os usuários da plataforma se compadeceram dele. Uma mulher escreveu que o que esse pai estava sentindo era exaustão emocional, que é uma mistura de estresse e tédio, fazendo com que os dias tenham 96 horas.

Outro acrescentou que não era profissional da área de psiquiatria, mas que ele precisava de um descanso, pois esse esgotamento faz mal para a saúde física também, podendo levar a dor crônica no futuro. Enfim o pai agradeceu pelas mensagens e disse que a exaustão é real e difícil de lidar, já que sempre está atarefado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.