Eu fui um instrumento de Deus na vida dela”, diz PM que impediu mulher de cometer suicídio

IMG 20210825 104136

O sargento Lucas Lima, da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), que impediu uma mulher de cometer suicídio, na noite dessa segunda-feira (23/8), na Rodoviária do Plano Piloto, afirma que agiu como instrumento de Deus na situação.

O PM de 38 anos contou ao Metrópoles que foi acionado para ir até uma moça que estava querendo se jogar do viaduto. No local, o sargento começou a conversar com ela: “Tentei conversar sem realizar nenhum movimento brusco. A princípio ela se manteve calada, mas depois foi respondendo minhas perguntas, e eu consegui acalmá-la”, disse Lucas.

Lucas Lima está há quase 11 anos na PMDF, mas, para ele, esta acabou sendo uma experiência marcante em sua vida, devido as circunstâncias e por ter tido um desfecho positivo.

O sargento conta que ainda está com a adrenalina no corpo, mas ressalta que não sentiu medo na hora de ajudar a moça. “Era o momento de manter a calma. Nós saímos de casa sem saber o que vamos encontrar na rua, mas não adianta ficar afobado, um palavra errada minha poderia ter feito a mulher pular. Qualquer passo em falso seria fatal”, explica.

Lucas acredita que recebeu um chamado de Deus para intervir na atitude da moça: “Eu fui um instrumento de Deus na vida dela. É uma moça jovem, com a vida inteira pela frente e agora vai poder seguir com mais sabedoria e presença de Deus”.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.