“Estamos criando Deus”, diz ex-Google sobre inteligência artificial

transferir

A Inteligência Artificial (IA) tem sido pauta de filmes e literaturas, por outro lado, o mercado digital tem usufruído de todos os benefícios dessa tecnologia, mas ela ainda assusta muita gente.

O ex-líder da X, divisão da Alphabet (dona do Google), Mo Gawdat, acredita que as previsões pessimistas da ficção científica podem se tornar realidade.

Gawdat largou seu cargo de pesquisador de inteligência artificial quando percebeu que ela iria “destruir o mundo”. O ex-executivo virou palestrante e escritor do best-seller “A Fórmula da Felicidade”.

O apocalipse

Agora, em uma entrevista para o jornal britânico The Times, ele afirmou que os pesquisadores de IA “estão criando Deus” e que a “singularidade está chegando”, ou seja, que as tecnologias estão chegando ao ponto de superar a inteligência humana.

Quando Gawdat trabalhava com IA no Google X eles construíam braços robóticos para encontrar uma pequena bola e pegar. Após uma lenta progressão, um braço agarrou uma bola e estendeu para os pesquisadores, para ele, foi um momento de “exibição”.

“E, de repente, percebi que isso é realmente assustador. Isso me congelou completamente”, contou.

Hoje, o profissional acredita que uma IA capaz de sentir e pensar por conta própria como “O Exterminador do Futuro”, é “inevitável” e isso poderia colocar a humanidade diante de um apocalipse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.