'Enquanto eu ficava em casa, ele estava saindo com travesti e pagando R$ 300', conta ex de jogador

patricia pontes 1

Quando essa coluna pensa que não tem como piorar a polêmica sobre a separação de Patrícia Pontes e o jogador de basquete Murilo Becker vem uma bomba para colocar a nossa teoria por água abaixo. Depois de denunciar ter sido vítima de violência doméstica, a influenciadora resolveu contar que foi traída por diversas, inclusive com garotas de programa e travestis. “Eu segurei muitas coisas porque não tinha necessidade de expor, mas quanto mais ele mentir mais mexe com a minha boca. Só que tem uma coisa: eu tenho provas.

 Eu descobri as traições com garotas de programas, um dia que ele se machucou em quadra, na cidade de Bauru, e um companheiro dele me deu a mochila. Eu fui no carro atrás da ambulância e peguei o celular. Vi várias conversas com fotos das mulheres peladas e perguntando os preços e aí vi que tinham também travestis”, revelou Patrícia em conversa com o programa ‘Na Real’, de Bruno di Simone.

Patrícia assumiu que entrou em contato com algumas mulheres e travestis e descobriu que as traições ocorreram também durante a gravidez dos quadrigêmeos. “Quando eu descobri que ele me traía, eu não chorei. Mas, quando eu soube dos detalhes, que foi agora, recentemente, eu confesso que eu desabei. Desabei e entendi porque me consultava tanto com a ginecologista. Enquanto eu ficava em casa segurando os nossos filhos, segurando a gestação, ele estava saindo com travesti e pagando R$ 300 por programa’, revela Patty Pontes, como é conhecida nas redes sociais.

Com os quatro filhos, que nasceram com paralisias cerebrais, Patrícia relata que recebe três salários mínimos do ex como pensão e que ele também paga os planos de saúde dos herdeiros. “Ele disse que paga quase R$ 3 mil. Mentira. Ele paga R$ 1.900 pelas quatro crianças. Só isso. O resto, tudo eu corro atrás”, disse a influenciadora que rebateu as críticas de que ela estaria se promovendo nas costas do jogador de basquete.”Antes dessa polêmica, eu tinha 68 mil seguidores porque eu sempre trabalhei como influenciadora e ele só tem 19 mil. Eu não sou a ex-mulher de um jogador de basquete. Eu sou a Patty Pontes aqui na internet. É a minha vida que eu conto, eu nunca quis expor ele a não ser quando ele me bateu. Óbvio. Aí, eu decidi gritar para o mundo”, finaliza.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.