Empresária de SP admitiu que soube do assassinato do namorado logo após o crime

8gxjg3jde8bziwv5ft5e5p2e0

Presa como suspeita de ser mandante do assassinato do namorado , a empresária Anne Cipriano Frigo, de 46 anos, admitiu que soube do homicídio pouco depois do crime. Em depoimento à Polícia Civil de São Paulo, a socialite assumiu ter sido informada da morte de Vitor Lúcio Jacinto, de 42 anos, pelo autor confesso do delito, o corretor de imóveis Carlos Ribeiro de Souza, de 38 anos.

“Vou te dar uma boa notícia: eu resolvi a sua vida. Eu o matei”, teria dito Souza, conforme relato da empresária aos investigadores do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A informação foi publicada pela Folha de São Paulo.

Após tomar conhecimento do assassinato, Frigo manteve segredo da confissão. No depoimento, a socialite alega medo para justificar o silêncio. A empresária afirmou que foi ameaçada e que Souza teria dito “que mataria os filhos da investigada se dissesse alguma coisa”.

Conforme consta no depoimento, Frigo teria questionado Souza imediatamente: “Você está louco? Por que você fez isso?”, teria dito. “Dei um tiro nele. Matei porque estava me devendo”, teria respondido Souza, conforme o relato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.