Emigração da Venezuela pode superar a da Síria em 2022

Design sem nome 5 9 990x557 1

A Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgou na última quinta-feira (29) um relatório apontando que a emigração da Venezuela pode superar a da Síria em 2022. Segundo a pesquisa, até 7 milhões de venezuelanos podem deixar o seu país até o final deste ano. A marca superaria o êxodo da Síria, considerado o maior do mundo.

“Se não houver uma solução política, econômica e social em curto prazo, a estimativa é que poderá haver mais refugiados venezuelanos do que sírios”, afirma um trecho do documento.

O relatório também destacou que, mesmo com as restrições impostas pelo governo venezuelano, o número de migrantes e refugiados não diminuiu no país sul-americano. Ainda segundo a OEA, já antes da pandemia, cinco venezuelanos fugiam diariamente do país.

O relatório apontou cinco possíveis motivos pelos quais os venezuelanos deixam sua pátria: emergência humanitária complexa, violações dos direitos humanos, violência generalizada, colapso dos serviços públicos e colapso econômico.

Os pesquisadores estimam que o número de refugiados venezuelanos atualmente seja algo em torno de 5,6 milhões de pessoas, o equivalente a 18% da população do país sul-americano.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.