Em vez de separar, mulher se apaixona pela namorada do marido e eles formam um trisal

Trisal vive poliamor 768x432 1

Uma norte-americana de 35 anos descobriu que o marido tinha uma namorada e, em vez de terminar o relacionamento, decidiu formar um trisal. Ela convidou a “outra” para fazer parte do casamento e, agora, os três vivem uma relação de poliamor. O trisal está junto há cinco anos. Os três dividem uma casa com cinco filhos com idades entre 4 e 14 anos

O caso foi narrado por uma reportagem do jornal Daily Mail. Além da prova de que o amor não tem limite, o relato conta com superações e desafios.Tudo começou quando Monica Sandoval, 34, conheceu Gilbert, 35, em um site de relacionamentos. Entretanto, Gilbert era casado com Giselle há 16 anos, e morava com a esposa há 12 anos.

Contudo, o casal havia decidido abrir o relacionamento há dois anos, quando Giselle contou ao marido que tinha interesse em outras mulheres. “Desde então, nosso relacionamento se tornou aberto e tem sido ótimo”, disse Giselle à reportagem do Daily Mail.

Quando Gilbert conheceu Monica ela era mãe solo. Ele, por sua vez, se apresentou como recém-separado. Contudo, quando já estavam namorando, o homem confessou que ainda estava casado com a mãe dos filhos e que moravam juntos. Ele, inclusive, tinha um bebê recém-nascido.

“Se eu tivesse contado a Monica desde o começo que era casado, ela não teria me dado a oportunidade de namorar com ela”, disse Gilbert. “Eu queria que ela conhecesse a pessoa que eu sou e ganhasse sua confiança para que ela se sentisse confortável conhecendo Giselle”, contou o homem.

Formação do trisal

Monica e Giselle se conheceram em janeiro de 2015. Na época, o bebê do casal, que tinha apenas cinco meses, foi diagnosticado com câncer de fígado em estágio três. Nesse meio tempo, Monica se aproximou mais do casal e começou a ajudar Giselle nos cuidados com o pequeno, que passava por quimioterapia.

Mas, as surpresas não acabariam por aí, logo depois, Monica descobriu que estava grávida de Gilbert. “No começo não sabia como contar a Giselle, e ela ficou muito magoada”, conta. “Ela estava passando por um momento especialmente difícil, mas acabou aceitando”, acrescenta a mulher.

Os desafios acabaram unindo as duas e elas se envolveram, formando o trisal. O bebê se recuperou do câncer e as duas estavam unidas quando Monica deu à luz a seu bebê em março de 2016.

“Giselle e eu éramos apenas amigas no início, nada mais do que isso, mas comecei a me sentir atraído por ela e havia muitas emoções acontecendo”, explicou Monica. ‘Começamos a fazer coisas sexuais juntos. Foi minha primeira vez, mas foi emocionante”.

Convívio

A família de Monica, no entanto, não aceitou o relacionamento e acabou expulsando ela de casa. Imediatamente, o casal Gilbert e Giselle a chamou para morar com eles. Hoje, eles vivem juntos.

À reportagem, o trio contou que se revezam para dormir juntos. Monica e Giselle têm quartos separados e Gilbert escolhe com quer quer dormir. “Todo mundo pergunta sobre sᕮxo e sim, fazemos muito sᕮxo, mas não contamos”, disse Monica. “Temos sᕮxo a três e sᕮxo individual, Giselle e eu temos nossos próprios quartos e Gilbert dorme onde quiser”, acrescenta.
“Gilbert e Giselle têm seu tempo juntos e eu tenho meu tempo com ele e então temos nossas noites juntos. É assim que funciona. Não é perfeito, mas somos almas gêmeas”, afirma Monica.

A mulher diz ainda que, pode parecer algo fácil, mas não é. “Claro, os caras vão achar que ele é o homem mais sortudo do mundo tendo duas mulheres, mas é preciso muito tempo, paciência, dedicação e compromisso para estar em um relacionamento como esse. Não é perfeito, mas somos almas gêmeas”, disse Monica.

Por fim, Monica diz que não esperava estar no relacionamento, mas que se sente bem e que quer compartilhar com todos. “Se alguém tivesse me dito quando eu era uma mãe solteira que eu terminaria em um relacionamento poliamoroso com esta super família, honestamente, eu teria perguntado o que é poliamor. Queremos que o mundo saiba que o amor não tem limites. Amor é amor e não deixe ninguém dizer o contrário”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.