Em sua rotina de aulas, Suzane Richthofen vai de ônibus da prisão à faculdade

Sem titulo 467

 Condenada a 39 anos de prisão, Suzane von Richthofen, acusada de mandar matar os pais, pode ser vista usando o transporte público para ir e voltar da universidade em Taubaté, no interior de São Paulo, onde cursa biomedicina. O deslocamento já foi registrado por alunos e outros usuários dos ônibus.

De acordo com a reportagem do G1, Suzane trocou os carros de aplicativo pelo transporte público nas últimas semanas. Ela cumpre pena em regime semiaberto na Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier. Em setembro, recebeu autorização para estudar fora da unidade.

Suzane pode deixar a penitenciária às 17h para ir à aula e tem que retornar ao presídio até 23h45. Atualmente, ela não precisa mais utilizar a tornozeleira eletrônica, uma vez que, segundo a decisão judicial, a presa já foi beneficiada por 24 saídas temporárias, sem registros de problemas com o retorno à unidade.

A criminosa entrou para a faculdade após ser aprovada no Enem – ela está entre os 263 presos de presídios do Vale do Paraíba aceitos no exame nacional. Deixou o regime fechado em outubro de 2015 e, desde então, tem benefício a saídas temporárias. Ela também pode deixar o local para trabalhar, mas depende de autorização da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.