Em caso inusitado, ativista tira a calcinha e usa como cabresto para resgatar jumento em rodovia no Ceará

Screenshot 20211015 141555

Uma ativista usou a calcinha para prender um jumento durante o resgate de dois animais, no último domingo (10). Você não leu errado. Ela tirou a peça íntima para proteger o animal que estava em uma via movimentada. O caso inusitado, mas que mostra o cuidado da mulher com os animais, aconteceu em Maracanaú, no Ceará.

Stefani Marinho Rodrigues passava de carro pelo Anel Viário quando viu dois jumentos, sendo um deles filhote, andando pela via de tráfego intenso. A ativista desceu do veículo e fez o resgate. Ela gravou um vídeo após salvar os jumentos e postou nas redes sociais.

“Tirei a calcinha. Tô sem calça. Amarrei aqui até o frete chegar. Tá aqui a minha calcinha, eu tirei e amarrei. Agora vou esperar o frete chegar. Vou desligar aqui e ligar pro rapaz do frete”, disse a ativista no vídeo.

‘Parece cômico’

Usar a própria calcinha para resgatar os jumentos foi a única alternativa encontrada pela presidente do abrigo sem fins lucrativos Anjos da Proteção Animal (APA). Ela contou ao G1 que pediu cordas emprestadas aos funcionários de um posto de combustível, no entanto, não teve o pedido aceito.

“A única maneira que eu encontrei de segurar o animal foi retirar a minha calcinha e usar para segurá-lo. Parece cômico, mas foi a única maneira que encontrei para ajudar aquela vida naquele momento”, comentou.

Conforme dito no vídeo, após resgatar os jumentos, Stefani ligou para um rapaz buscá-los. Eles foram levados até um sítio da APA e seguem tendo atendimento veterinário. “Foram avaliados e estão recebendo suporte de alimentação”.

A dedicação à causa animal veio de família e Stefani segue os caminhos traçados pelo pai. “Minha luta vem do berço e eu faço por amor e compaixão. É uma luta muito valorosa, pois estamos salvado vidas”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.