Ele fez uma horta e deixou de ir ao mercado — saiba suas dicas mais preciosas

horta urbana capa

Ele esbanja saúde e simpatia, com uma alimentação super natural e colhida em seu próprio quintal. Morando no meio da cidade, na cinzenta Londres, Alessandro Vitale já não precisa ir ao mercado para grande parte da sua alimentação. Com o cultivo orgânico, ele tem quase tudo em casa e ensina os outros a fazerem o mesmo.

Jovem ensina a fazer horta urbana

De origem italiana, Alessandro tem 29 anos e mora em Londres (Inglaterra) há mais de 6 anos. Antes, em um apartamento, ele usava garrafas pet para fazer sua hortinha vertical. Dessa forma, aproveitou ao máximo o pouco espaço que tinha.  Porém, ele se mudou com sua namorada para uma casa cujo jardim era compartilhado com outras. E foi aí que a plantação realmente começou…

Primeiro de tudo, pediu permissão para os vizinhos e começou com algumas hortaliças e morangos. Foi aumentando a plantação e até construiu uma pequena estufa, para os mais delicados. O sucesso foi tanto, que além de não precisar comprar nenhum vegetal, chás (e kombucha) ou geleias no mercado, ele ainda distribui!

Estrutura simples e eficaz

Com pouco espaço para cultivo, ele criou uma estrutura super simples e funcional. Sem pesticidas ou químicos, faz sua plantação orgânica, cultivando tomate, pimenta, repolho, cenoura, alho, erva-doce, alho-poró, couve-flor, brócolis e muito mais. Como conseguiu esse milagre? Aproveitamento de espaço! Olha a hortinha vertical que ele montou com garrafa pet.

Também prateleiras são carregadas com mudinhas, todas tratadas de forma natural. O pesticida é feito com urtiga, que ele coleta em um parque próximo. Também o adubo é orgânico, feito com a maravilhosa babosa. Quando necessário, ele usa óleo de neem para acabar com pragas mais severas.

Alessandro trabalha em tempo integral como tatuador e quando chega em casa, passa mais algumas horinhas em sua horta. Depois, vai para a cozinha, preparar compotas, molhos de tomate e pimentas, kombucha e outras delícias.

Ele diz que “quintais urbanos e áreas verdes ajudam a reduzir os níveis de emissão de carbono nas cidades, o que torna o ar mais limpo e saudável para seus residentes. É também um grande impulso para a saúde mental e felicidade“. E é por isso que gosta de ter o seu e ensinar a fazer! Dá uma olhadinha no canal dele, para aprender também. Ative as legendas, se quiser!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.