Duque de Caxias (RJ) anuncia que uso de máscaras não será mais obrigatório

Sem titulo 58

Sem apresentar nenhum parecer técnico, o prefeito Washington Reis (MDB), de Duque de Caxias, município localizado na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, publicou um decreto que suspende o uso obrigatório de máscaras em todo o território municipal.

A decisão foi publicada na tarde desta terça-feira, 5. Os dados apresentados pela própria Prefeitura apontam que apenas 46,8% do público alvo da cidade já recebeu a segunda dose.

Ao todo, o município já aplicou mais de 900 mil doses de vacina contra a Cøvid-19 e 70% da população já recebeu a primeira dose dos imunizantes. O decreto municipal destaca que pessoas infectadas ou com qualquer suspeita de estarem contaminadas não estão isentas do uso de máscaras.

O Painel da Secretaria Estadual de Saúde do Rio aponta, na manhã desta quarta-feira, 6, que a taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva no município está em 37%, já a de enfermaria apresenta uma taxa de 40%.

O município, que possui pouco mais de 900 mil habitantes, já registrou mais de 25 mil casos de Cøvid-19. A taxa de letalidade da doença em Duque de Caxias é 6,57%, mais que o dobro da média nacional, que é de 2,8%.

Flexibilização do uso da máscara

 Na última segunda-feira, 4, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou via Twitter que a flexibilização do uso de máscaras deve chegar à capital fluminense a partir do dia 15 de outubro.

O equipamento deixaria de ser obrigatório em locais abertos e sem aglomeração. Já para o dia 15 de novembro, a expectativa da Prefeitura do Rio é de que 75% da população já esteja com o esquema vacinal completo, assim, o uso da máscara seria obrigatório apenas em ambientes hospitalares e transporte público.

ASSISTA A REPORTAGEM ABAIXO:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.