Dudu de Oliveira revela cena marcante de Abumani em Gênesis: “Uma experiência muito agressiva”

Sem titulo 305

Estreante em novelas, o ator Dudu de Oliveira deu vida a Abumani, amigo de José (Juliano Laham) e Asenate (Letícia Almeida).

Em entrevista ao site oficial, Dudu falou sobre a parceria com os colegas de cena e o fortalecimento da amizade do trio durante a novela. A proximidade fez com que Abumani se tornasse um elo importante entre o casal. “É como se ele tivesse ali com arco e flecha, porque o Abumani é o melhor arqueiro da família, e fosse o cupido dos dois. Acho que simbolicamente o Abumani é esse arqueiro que flechou“, avaliou o ator.

Assim como José, Abumani foi vendido como escravo e conheceu o filho de Israel a caminho do Egito. Os dois se tornaram grandes companheiros, em um momento de enorme dificuldade. Já a amizade com Arsenate foi construída quando o personagem de Dudu Oliveira foi levado para trabalhar na casa de Pentephres (Nando Cunha).

Dudu Oliveira relembrou que uma cena marcante foi o momento em que Abumani e José são obrigados a raspar os cabelos e os pelos do corpo, para seguir um antigo costume egípcio que tinha por objetivo evitar piolhos. “O cabelo e a barba do Abumani eram as únicas coisas que ele tinha da família dele. Então, era o fiozinho de esperança de voltar, de estar conectado com aos seus valores e a sua cultura, e, quando você mata isso na pessoa, ela não tem mais nada, a não ser seguir dali pra frente”, disse.

E completou: “Por mais que ele voltasse para terra dele, não seria a mesma coisa. É impossível passar por uma experiência tão agressiva e voltar a ser o mesmo depois disso. Acho que isso deu estofo para que ele seguisse com mais força e menos medo e encarar o novo”, pontuou o ator.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.