dentro

Dos 12 senadores que votaram contra projeto que reduz valor da gasolina, 7 são petistas

Na noite desta segunda-feira (13), o Senado aprovou o texto base do Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022, que classifica os combustíveis como bens essenciais, consequentemente impondo um teto de 17% na cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que é cobrado pelos governos estaduais. Foram 65 votos a favor e 12 contrários.

De acordo com os registros do Senado, do total dos 81 parlamentares da Casa, 78 estiveram presentes. Cid Gomes (PDT-CE) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) não compareceram à votação, bem como Chico Rodrigues (União-RO).

Dos 12 senadores que votaram contra, 7 são petistas.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.