Dois homens são salvos antes de execução por "tribunal do crime"

Sem titulo 416

Dois homens foram salvos antes de serem executados por um “tribunal do crime” no Parque Novo Mundo, bairro da zona norte de São Paulo (SP). A polícia prendeu um dos criminosos em flagrante.

Uma das vítimas, de 23 anos, foi amarrada e ferida. O homem foi mantido em cativeiro por integrantes de uma facção criminosa em uma viela por 24 horas. O local, com chão de terra batida, era usado para o cativeiro das futuras vítimas de execuções.

No local foram encontradas roupas de outras possíveis pessoas, com manchas de sangue, raptadas pelos criminosos. A polícia conseguiu prender o suspeito após uma denúncia anônima. Três sequestradores estavam com a vítima e dois escaparam. As investigações suspeitam que a quadrilha seja formada por até oito bandidos.

O homem preso, de 24 anos, vai responder por sequestro, tentativa de homicídio e cárcere privado. O criminoso tem passagens criminais por roubo e outros delitos ligados à facção. Confessando à polícia, afirmou que o trio realizou o sequestro depois de um desentendimento e que o objetivo final era a execução. 

O homem sequestrado foi encaminhado a um hospital. Outra pessoa, um usuário de drogas, também foi encontrado no local. Em um vídeo, a vítima afirma que não escaparia do “tribunal do crime”, e que ele era um “troféu” para os criminosos.

VEJA:

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.