DJ Ivis é preso em Fortaleza após agressões contra ex-mulher Pamella Holanda

16261044574592272

 DJ Ivis é preso  Fortalezaapós agressões contra ex-mulher Pamella Holanda

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (14) o Dj Ivis, cantor que foi flagrado agredido com socos, chutes, tapas e pontapés a ex-mulher Pamella Holanda. Conforme imagens de câmeras instaladas na residência do casal, a violência acontecia, inclusive, quando a vítima estava com a filha de 9 meses no colo. O caso repercutiu e chocou o país nesta semana.

A detenção foi anunciada pelo governador do Ceará, Camilo Santana. “Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido”, publicou.

ENTENDA O CASO

As imagens das agressões foram divulgadas no último domingo (11) e o músico, conhecido como astro da pisadinha, foi afastado de todos os compromissos profissionais pela produtora Vybbe, responsável pelo gerenciamento da carreira dele.

Produtor, cantor, compositor e tecladista, o artista emplacou hits como “Volta Bebê, Volta Neném”, “Não Pode se Apaixonar” e “Volta Comigo BB”. Nas imagens, Pamella aparece levando chutes, socos e empurrões dele. A Polícia Civil do Ceará, onde a violência teria ocorrido, investiga o caso.

Após a denúncia, DJ Ivis postou vídeos afirmando que há acontecimentos que não aparecem nas imagens reveladas pela ex-mulher. “Eu sempre apanhei com a minha filha no braço, alguém tem noção do que é isso?”, ele pergunta em um vídeo em que a arquiteta aparece tentando dar tapas nele, com a filha no colo.

“Sempre tentei fazer de tudo para que isso não chegasse ao extremo. E, como eu disse, tenho como provar tudo, nada vai justificar a reação que eu tive, mas não aguentava mais ameaças”, afirmou. De acordo com a versão do artista, a ex-mulher o impedia de sair de casa e fazia ameaças contra a própria vida e dizia que sumiria com a filha por não admitir o fim do relacionamento.

Pamella recebeu apoio de várias artistas após divulgar as cenas de agressão. “Por nenhuma mulher a mais silenciada, a violência não deve nem pode nos calar. Não existe justificativa. Todo o meu apoio a Pamella e repúdio às cenas e atos de horror do Dj Ivis. Violência contra mulher é crime”, disse Juliette, campeã do BBB 21.

“Não justifique o injustificável”, afirmou a atriz Giovanna Lancellotti, em um recado para o DJ. “Não existem justificativas ou argumentos que diminuam as provas e a existência do crime cometido. É inaceitável, intragável e brutal”, opinou a cantora Marília Mendonça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.