Copiloto de avião de Marília Mendonça falou em morte antes do acidente

Sem titulo 376

A irmã do copiloto Tarciso Pessoa Viana, 37 anos, que comandava o voo de Marília Mendonça a Caratinga (MG), postou um vídeo onde é compartilhada a última mensagem pregada por ele antes do acidente em uma igreja do Distrito Federal. Nagila Viana ainda escreveu que o parente era “exemplo de amor e devoção a Deus”.

A gravação é precedida de uma explicação. A voz de uma mulher contextualiza a morte de Tarciso e destaca que a fala do tripulante da aeronave se refere à passagem bíblica do rei Isaías, que estava sentenciado à morte, mas Deus o concedeu mais 15 anos de vida.

AdChoicesPUBLICIDADE

O copiloto diz que viu a história de um pastor americano impressionado com o “peso” que uma igreja tinha no ambiente e diz que a oração feita onde eles estavam naquele momento com certeza foi transformadora. “Tudo mudou neste momento”.

Sepultamento ocorreu no domingo (7/11)

O corpo do copiloto foi velado e sepultado no domingo (7/11) no Cemitério de Taguatinga.

O filho de Tarciso, Pedro Viana, 21 anos, estudante de aviação civil, desabafou durante o sepultamento do piloto: “Meu pai é meu herói. É meu espelho”. Cursando o último semestre no Centro Universitário Icesp, o jovem pretende seguir o legado do pai. “Creio que, quando eu receber meu diploma, meu pai vai estar muito feliz, muito animado, nós brincávamos muito. Meu pai era meu melhor amigo. Eu não tinha vergonha de andar abraçado com ele”, conta.

“Ele amava tudo, amava a família, me amava, amava minha irmã, amava minha madrasta. Ele era o melhor em tudo. Melhor pai, melhor amigo, melhor na aviação, melhor na igreja. Ele se dedicava ao máximo em tudo o que você imaginar”, relembra Pedro, após o enterro.

Confira a última pregação de Tarciso:

Tarciso tinha 12 anos de profissão e era morador de um condomínio em Samambaia. Familiares vestiram camisetas em homenagem ao profissional, morto no acidente aéreo na sexta-feira (5/11), na região de Caratinga (MG). Além dele e do piloto, morreram Marília Mendonça, o tio e um produtor dela.

A frase “O sonho de tocar o céu” vem embaixo de uma das fotos do copiloto estampadas nas camisetas. Ele deixa a esposa, Marta Viana, 31, grávida de 7 meses, e dois filhos – Nicole, de 5, e Pedro, de 21 anos. A família soltou balões brancos em homenagem ao profissional após a oração final. Entre as coroas de flores com condolências à família, uma foi enviada pela primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.