dentro

Como diminuir o colesterol naturalmente

Há décadas o colesterol é denunciado como um verdadeiro veneno para a saúde. No entanto, esse aviso pode chegar tarde demais, após a pessoa ter vivido uma rotina desregrada e cheia de excessos alimentares. Por isso, uma dúvida recorrente é sobre “como diminuir o colesterol naturalmente?”. Se você tem se perguntado isso, saiba que a alimentação é o primeiro e mais importante passo para combater o colesterol.

Confira como diminuir o colesterol naturalmente ainda hoje

Primeiramente, entenda que existem dois tipos de colesterol. O colesterol HDL é considerado bom e melhora o fluxo sanguíneo e ajuda a eliminar gordura do organismo. Por outro lado, existe o colesterol LDL, considerado ruim. Seu efeito é totalmente oposto ao primeiro, já que ele favorece o entupimento de veias, aumento de gordura corporal, aumento da pressão sanguínea e o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Portanto, quando se fala em como diminuir o colesterol naturalmente, estamos objetivando a diminuição do colesterol LDL (ruim). A boa notícia é a de que é possível conseguir controlar o nível dessa substância e prevenir uma série de benefícios à saúde. Além disso, os ganhos podem começar a ser obtidos ainda hoje, com mudanças imediatas nos seus hábitos.

Alimentação é chave para diminuir o colesterol naturalmente

A principal fonte de colesterol ruim no corpo vem da alimentação. Comidas ricas em gorduras saturadas, gordura trans e açúcar são as principais causadoras desse mal. Por isso, a primeira atitude a ser tomada é diminuir sensivelmente a ingestão desses alimentos. Evite comer:

  • Frituras;
  • Doces;
  • Gorduras vegetais hidrogenadas;
  • Salgados;
  • Carnes processadas ou industrializadas;
  • Produtos em conserva;
  • Comidas congeladas;
  • Carnes vermelhas e gordurosas.

Além disso, parar de fumar e praticar atividade física com frequência regrada são indispensáveis para o controle dos níveis de colesterol.

Por fim, se você quiser aprender como diminuir o colesterol naturalmente, além de seguir as dicas apresentadas, procure um médico. A orientação profissional é indispensável para uma boa qualidade em qualquer tipo de tratamento.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.