Com sinais de estupro, menina de 11 anos é jogada de paredão e crime choca moradores

842481

Menina de 11 anos foi abusada e jogada de paredão de pedra localizado na Reserva Indígena de Dourados (cidade a 233 km de Campo Grande). O corpo foi localizado na manhã desta segunda-feira (9), em uma pedreira desativada, que fica entre as aldeias Bororó e Jaguapiru.

Moradora na aldeia Bororó, a menina teria sido vista consumindo bebida alcoólica com um parente ontem à tarde, nas proximidades do local onde foi encontrada morta. Três adolescentes suspeitos do crime já foram detidos e levados para a delegacia para serem ouvidos. – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

O corpo foi encontrado por familiares, que saíram à procura da criança por ela não ter voltado para casa desde ontem à tarde. No topo do paredão, de pelo menos 20 metros, foram encontradas as roupas da menina. A suspeita é que ela tenha sido jogada ainda com vida e morreu ao bater nas pedras.

Peritos da Polícia Civil que estiveram no local, constataram sinais de abuso sᕮxual. No local onde a menina caiu, havia manchas de sangue em uma pedra pontiaguda, indicando que foi ali que ela bateu a cabeça.

A violência impera na reserva de Dourados, a mais populosa de Mato Grosso do Sul, onde vivem pelo menos 18 mil indígenas confinados em 3.600 hectares de terra.

Apesar de proibido por lei federal, o comércio de bebida alcoólica ocorre indiscriminadamente. O tráfico de drogas também aumentou consideravelmente nos últimos anos.

 – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.