dentro

Cliente xinga cantora que não sabia cantar música que ele pediu e esfaqueia dono de choperia

Um cliente esfaqueou o dono de uma choperia, em Sorriso, na região norte de Mato Grosso, na noite dessa quarta-feira (30). Segundo a Polícia Militar, o autor da tentativa de homicídio é produtor rural Nédio Risieri Germiniani, de 53 anos. A vítima foi socorrida e levada ao hospital. A reportagem não localizou a defesa do suspeito.

A esposa da vítima, Celso Antônio Dalasene, disse, como consta no boletim de ocorrência, que o cliente estava ingerindo bebida alcoólica no bar e, em determinado momento, pediu que a cantora que animava a noite cantasse uma música da banda Mamonas Assassinas.

A cantora informou para ele que não sabia cantar a música e o suspeito começou a ofendê-la, “em tom de ameaça e deboche”. “Essa cantora não canta nada, é uma lésbica, uma idiota. Em seguida, começou a dar socos na mesa e a xingar a cantora”, diz o boletim de ocorrência registrado pela mulher do proprietário do bar, Alessandra da Silva Dalasene.

Alessandra disse à PM que pediu que o cliente parasse de xingar a cantora e ele se exaltou. O produtor rural então começou a ameaçar ela e o marido e perguntou se eles queriam expulsá-lo do estabelecimento e, em seguida, saiu do local.

 Depois, ele retornou com duas facas e ameaçou o proprietário do local. Ao tentar conversar com o cliente, Celso foi atingido com uma facada no peito.

Uma testemunha interveio para evitar que ele continuasse a atingir a vítima. O suspeito então saiu, em uma caminhonete Hilux, cor prata, e não foi localizado.A choperia possui câmera de segurança que registrou imagens do crime.A vítima está internada no Hospital 13 de Maio, em Sorriso.

Passagens pela polícia

Nédio Germiniani já se envolveu entre outros casos de polícia. Em 2018, ele foi alvo de uma operação por suspeita de agredir a filha dele e ameaçar de morte o porteiro do condomínio que tentou intervir em favor da jovem de 19 anos.

E, em janeiro deste ano, ele foi preso após agredir a mulher dele na suíte de um resort de luxo, no Lago de Manso, em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá. Helen Machado chamou a polícia após ser agredida por seu companheiro.

Ao chegarem ao local, uma mulher de 32 anos, que se apresentou como filha do agressor, tentou impedir que os policiais entrassem no bangalô, onde estava o pai. Segundo o boletim de ocorrência, a filha estava bastante alterada e insultou e agrediu os policiais com tapas. Ela ainda bateu nos funcionários do hotel e teve que ser algemada.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.