Cid Moreira esclarece acusação de abuso e dispara contra filho: “Ele quer fama”

Cid Moreira (96) se pronunciou pela primeira vez após ser acusado de abusar sᕮxualmente de seu filho adotivo, Roger Moreira. Com exclusividade à CARAS Brasil, o jornalista afirmou que o caso já foi julgado e arquivado. Ele explica que, apesar de ter conseguido vencer o processo, o rapaz segue lhe perseguindo e inventando histórias envolvendo seu nome. “Ele está insistindo nisso aí há mais de 15 anos”, dispara.

“Isso aí já foi julgado e arquivado. Estou encaminhando para 97 anos, não tenho mais condição nenhuma de estar enfrentando essa palhaçada. A Bíblia diz que o filho que insurge contra o pai, merece ser morto”, dispara ele, que completa: “Como ele tá afim de dinheiro, ele fica enchendo o saco. Ele está querendo dinheiro e um pouco de fama. Aí cria essa coisa da mídia falando”.

Apesar de Cid afirmar que as acusações são antigas, o caso apenas ganhou repercussão na tarde desta terça-feira, 6, após ser divulgado como novidade pelo portal Leo Dias. Segundo a publicação, que teve acesso ao processo, o abuso aconteceu entre os anos de 1990 a 2002.

O eterno âncora do Jornal Nacional, da TV Globo, seguiu se defendendo e lamentando a alta repercussão das falas do filho, que é proibido judicialmente de chegar perto dele. “Ele já tentou várias coisas e perdeu todas as vezes”, afirma o jornalista, que está a cerca de 20 anos sem ter contato algum com Roger.

“Não tenho nem interesse em falar com ele. Acho que ele vai morrer falando e não vai resolver nada. Ninguém pergunta a idade dele, nem nada. O cara vai fazer 50 anos. É um cara que está desesperado”, conta Cid, que recentemente foi alvo de mais uma tentativa de aproximação do filho, que foi negada judicialmente: “Ele entrou com um processo porque queria passear comigo. Olha só, se eu preciso disso? Ele queria passeava comigo, depois me devolvia”.

Logo após conversa com a CARAS Brasil, Cid Moreira emitiu uma nota oficial rebatendo publicamente mais um escândalo provocado pelo filho. Confira:

Aos 97 anos de idade, Cid Moreira se depara novamente com uma declaração caluniosa proferida por Roger Moreira, que já o processou em outras cinco ocasiões sem êxito. Esta não é a primeira vez que Roger acusa Cid de maneira absurda e difamatória.

Em 2022, Roger foi ao ar em cadeia nacional e acusou a esposa de Cid de mantê-lo em cárcere privado e de lhe servir comida estragada. Naquela ocasião, ele pleiteava a guarda do pai adotivo com a alegação de querer cuidar de Cid Moreira. Meses mais tarde, outra declaração surgiu: Cid estava senil e não podia mais responder por seus atos. Todas essas afirmações eram mentirosas e visavam claramente interesses financeiros.

O maior questionamento que se faz hoje é: como alguém que queria a guarda do pai para cuidar e “dar amor” agora pede a prisão do mesmo?

Todas as calúnias proferidas por Roger foram levadas à Justiça e julgadas. Em todos os casos, foram consideradas mentirosas e difamatórias, garantindo a vitória de Cid Moreira.

Agora, enfrentando mais uma tentativa de abalar sua inquestionável reputação como jornalista, os advogados de Cid estão preparando mais um processo. Confiantes na justiça, térrea e divina, acreditam que, mais uma vez, essa calúnia será desmascarada.