Caso Lorrany: Polícia diz que suspeito confessou estupro; vítima pode ter morrido por esganadura

O delegado Mário Leoni, em entrevista exclusiva para o programa Cidade Alerta, na TV Atalaia, trouxe detalhes do depoimento do suspeito de assassinar Lorrany Kethelyn Vasconcelos dos Santos, de seis anos. Ela desapareceu na noite da última quarta-feira (20), no bairro Santa Maria, em Aracaju. Hoje, foi encontrada sem vida. Veja detalhes do caso, clicando aqui.

Durante o depoimento, o suspeito disse que encontrou com a menina em frente ao trabalho, já que a loja é localizada na mesma rua que Lorrany morava. Ele levou ela para casa e ficou cerca de uma hora com a criança na residência. Nesse momento, ele disse, segundo à polícia, que teve “contato íntimo”, se referindo ao abuso sᕮxual. O laudo para comprovar o crime ainda será emitido.

Depois, o suspeito teria levado Lorrany para o Morro do Avião. Lá, ele disse que tirou a vida dela. A polícia indica que ela morreu por esganadura, pelos sinais apresentados pelo corpo da menina. “Há manchas roxas no pescoço e o olho escuro”, detalha o delegado.

O suspeito de assassinar Lorrany, segundo relato de testemunhas, já tinha histórico de abusar de outras crianças.Como ele trabalhava próximo à casa da vítima, começou a se aproximar através de doces que dava para a pequena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.