Burger King usa crianças para defender LGBTs e sofre boicote

1a8c5eb0 8c10 6a25 9410 36111ba61498

A rede de fast food Burger King causou polêmica nas redes sociais ao divulgar na última quarta-feira (23) uma propaganda em que usa crianças para “ensinar” aos adultos o que é a comunidade LGBT.

A campanha “Não sabe explicar o que é LGBTQIA+ para as crianças? Aprenda com elas” coloca crianças explicando aos pais o que significa a sigla e o que elas acham sobre as pessoas que pertencem a essa comunidade.

A peça publicitária gerou uma onda de reações negativas nas redes sociais. No YouTube, até o início da tarde desta sexta-feira (25), o número de “deslikes” dados no vídeo da propaganda chegava a quase 40 mil.

A hashtag ‘burgerkinglixo’ ficou em primeiro lugar nos trending topics do Twitter Brasil por pelo menos cinco horas nesta sexta-feira (25).

Os internautas criticam a rede do globalista Jorge Paulo Lemann por colocar crianças falando sobre questões de sexualidade.

Para o analista político Italo Lorenzon, que comentou o assunto durante o Boletim da Manhã desta sexta-feira (25), “esse tipo de propaganda induz a criança a ter contato com certos temas considerados não adequados pelos pais”.

“Até pouco tempo atrás você tinha a propaganda feita para crianças na TV com a justificativa de que isso iria induzir a criança em seu comportamento, de que se aplicava à criança uma influência externa que nem sempre era bem-vinda por parte dos pais, e, portanto, esse tipo de iniciativa deveria ser proibida”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.