Britney Spears chorou por 2 semanas por documentário sobre sua vida

A cantora Britney Spears finalmente comentou o documentário Framing Britney Spears. Ela ainda não viu – ou não lhe deixaram ver – , mas soube que existe e do que se trata. E confessou ter chorado por duas semanas por causa disso.

Foto: Instagram/Britney Spears / Pipoca Moderna

“Não assisti ao documentário, mas pelo que ouvi dele fiquei constrangida com a luz que me colocaram. Chorei por duas semanas e, bem, ainda choro às vezes”, afirmou a cantora.

A revelação foi feita no Instagram na terça, ao lado de um vídeo em que ela dança e roda sem parar, ao som de “Crazy”, da banda Aerosmith.

“Minha vida sempre foi espetacularizada”, comentou. “Eu fui exposta minha vida inteira me apresentando na frente das pessoas. É preciso muita força para confiar no universo com sua verdadeira vulnerabilidade, porque eu sempre fui tão julgada, insultada e envergonhada pela mídia … e ainda sou até hoje”, apontou.

“Eu faço o que posso na minha espiritualidade para tentar manter minha própria alegria, amor e felicidade. Todo dia dançar me traz alegria. Não estou aqui para ser perfeita. Perfeição é chato, estou aqui para passar gentileza”, finalizou.

“Framing Britney Spears”, traça a trajetória da cantora, enfatizando os ataques machistas que ela sofreu ao longo da carreira, a decisão judicial de torná-la incapaz e a batalha que ela trava na Justiça contra o pai — que tem tutela sobre todas as decisões da cantora. Ao mesmo tempo, o filme destaca o movimento “Free Britney”, que pede a liberdade da cantora da tutela do pai, apontando que uma mulher que trabalha continuamente, grava discos, faz shows e turnês, não é uma mulher incapaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.