Brasil é 5º país no ranking mundial de doses de vacinas aplicadas

br

Dados sobre os números absolutos da vacinação no mundo divulgados pela CNN Brasil nesta terça-feira (4) apontaram que o Brasil é o 5º que mais vacinou.

Com mais de 49 milhões de doses aplicadas, o Brasil aparece em 5º lugar tanto no ranking mundial quanto nos dados dos países do G20.

Em 1º lugar está a China, seguida dos Estados Unidos (2º), Índia (3º) e o Reino Unidos, em 4º lugar.

Com apenas 1 milhão de doses de diferença, o Brasil poderá ultrapassar o Reino Unido nos próximos dias.

No ranking global que considera a aplicação a cada 100 habitantes, o Brasil está em 56º lugar, já entre os países que compõem o G20, grupo das 20 maiores economias do mundo, o país está no 9º lugar.

Os analistas do Terça Livre vêm há algumas semanas esclarecendo que o melhor método para verificar a eficácia da aplicação é evidenciando os números totais, pois assim é possível observar a abrangência real da vacinação nos países.

O assunto foi pauta do Boletim da Noite dessa terça-feira (4) e foi comentado pelo jornalista Allan dos Santos.

Para ele, o cenário demonstra a clara desonestidade da grande mídia que insiste em criticar o governo do presidente Jair Messias Bolsonaro.

“A argumentação era de que tinha que vacinar. Aí o governo foi lá, fez tudo de maneira prudente, sem abrir as pernas para qualquer tipo de vacina, que todo mundo percebeu que estava tendo problema no mundo inteiro, alguns países rejeitando, algumas empresas, o governo, eu fiquei até impressionado com isso, porque em alguns setores do governo são sim muito incompetentes, a comunicação é um deles. A comunicação do governo é uma porcaria. Vejam, eles não querem falar da incompetência que é real, que existe”, analisou Allan dos Santos.

O jornalista e correspondente internacional do Terça Livre pontuou ainda que a grande mídia a os opositores do governo Bolsonaro noticiam e comentam somente “as incompetências fictícias e mentirosas”,  como evidência a narrativa em relação às vacinas.

“Agora estão aí, os números refutando, evidentemente, o que diz toda a imprensa brasileira”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.