Borja e Deyverson voltam ao Palmeiras ? Veja posição oficial do clube

inbound5864182066841540993

O técnico Abel Ferreira pediu reforços para a diretoria do Palmeiras. Para tentar atender aos anseios do treinador, o Verdão foi atrás de alguns nomes. Valentin Castellanos, do NY City, esteve muito perto de fechar negócio, mas não teve acordo com o clube americano. Resolveu permanecer nos Estados Unidos e assinou renovação.

Olhando para dentro de casa, a diretoria vê Miguel Borja e Deyverson como duas possibilidades viáveis. O colombiano principalmente, já que é um dos destaques da Copa Libertadores e tem passagem brilhante pelo Junior Barranquilla.

PUBLICIDADE

+ Edu Dracena comenta chance de Dudu voltar antes do prazo

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Edu Dracena, assessor técnico, deu a posição oficial do Palmeiras sobre os casos.

Os dois são ativos do clube, tem contrato com o clube. Se não houver nenhuma possibilidade deles permanecerem onde estão ou até mesmo ir para um outro clube, eles retornam normalmente ao Palmeiras. Vão estar à disposição do Abel, treinando e sendo utilizados da forma que o Abel achar melhor“, disse.

Vendas serão inevitáveis

Em janeiro, o Palmeiras planejou pelo menos R$ 80 milhões em receitas com vendas de jogadores na temporada. Segundo Dracena, o clube terá que vender alguns ativos para poder equilibrar o caixa e quitar dívidas de 2020.

O clube só sobrevive com a venda de jogadores. A gente não gostaria, mas acredito que vamos ter sim (que vender jogadores) para ter um suporte financeiro e honrar com nossos compromissos. Tivemos o dinheiro das premiações, porém precisamos pagar as dívidas acumuladas do ano passado. Temos que ter pés no chão, não podemos fazer loucuras”, avaliou.

Nesta terça-feira, Palmeiras e Defensa y Justicia jogam pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Já classificado, o Verdão pode entrar com time alternativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.