Bolsonaro explica como seu governo derrotou os invasores de terras

22jan18mst 678x381 1

Sem a mamata, o MST está falindo

De acordo com Bolsonaro, em 2019 ocorreram apenas cinco invasões de terra, contra 145 nos primeiros quatro anos do governo Fernando Henrique Cardoso, 222 nos quatro primeiros anos do governo Lula e 2000 nos quatro primeiros anos do governo Dilma. ”A diferença é que o poder público deixou de apoiar as invasões e passou a apoiar a retirada do pessoal que invadiu”, afirmou para a revista Veja o produtor Orlando Machado Pinto, integrante do Movimento Segurança no Campo, que atua no norte de Minas Gerais.

No evento ”Expozebu”, tradicional entre o setor agropecuário, o presidente explicou para o público presente (a maioria deles trabalhadores e produtores rurais) como seu governo derrotou o MST e outros movimentos invasores de terras.

”No nosso governo também, tivemos poucas invasões no campo. Tivemos a perspicácia de buscar minar os recursos para o MST, acabamos com repasses de ONGs para eles. Eles perderam força e deixaram de levar o terror ao campo”, disse o presidente da República.

Mas Bolsonaro alertou em relação ao perigo representado por terroristas em Rondônia: ”Temos um foco mais grave que os malefícios causados pelo MST, em Rondônia. Temos um exemplo da LCP, Liga dos Camponeses Pobres que têm levado terror ao campo naquele estado”. Como o presidente deixou claro, esse terrorismo no campo pode rapidamente alastrar-se para as cidades, e portanto, tem que ser rapidamente neutralizado.

Algo errado com esse post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.