Bolsonaro diz que Lula “continua criminoso” apesar de anulação do processo

BolsonaroEApoiadores12mai2021 868x625 1

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 4ª feira (12.mai.2021) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “continua criminoso” apesar de o STF (Supremo Tribunal Federal) ter anulado as decisões da Justiça Federal de Curitiba contra o petista em 4 processos da Lava Jato.

“Ele não está inocentado, foi anulado o processo. Ele continua criminoso. A imprensa está com eles”, disse a um apoiador que pediu, sem dar mais detalhes, a “repatriação” dos recursos de Lula.

Bolsonaro também falou sobre a CPI da Covid, que escuta o ex-secretário de Comunicação do governo Bolsonaro, o publicitário Fabio Wajngarten, no Senado, nesta 4ª feira.

“Vocês viram o Renan Calheiros nesta semana? [Disse que] a CPI não existe para investigar desvios de recursos. Vou dar uma sugestão para o Renan: depois faça a CPI do leite condensado”, declarou.

O presidente se referia a reportagens publicadas em janeiro que divulgaram que o governo federal gastou mais de R$ 15 milhões com o produto alimentício em 2020.

“E tem mais uma também: os R$ 3 bilhões do orçamento secreto. O parlamento votou o Orçamento por meses e eu sancionei lá, tem R$3 bilhões secretamente”, completou.

Sobre o Orçamento secreto, também chamado de orçamento paralelo, Bolsonaro comenta sobre uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo publicada nesse domingo (9.mai), a qual indica que o governo federal teria montado um “orçamento paralelo” para distribuir emendas do tipo RP9 (emendas de relator) a congressistas para aumentar sua base de apoio. Ainda segundo o jornal, parte dessas verbas teria sido usada para comprar tratores com valores superfaturados.

A reportagem do Estado de S. Paulo só revela alguns repasses vinculados ao Ministério do Desenvolvimento Regional. Não há como saber se são todas as emendas RP9 dessa pasta ou se algo mais ainda será publicado. Tampouco há como saber quais foram os valores de todos os pagamentos do tipo RP9 de todos os ministérios. Por fim, também não está claro se os tratores que foram comprados realmente são os que descrevem a reportagem.

O ministro Rogério Marinho falou sobre a acusação e divulgou uma emenda RP9 liberada ao senador de oposição Humberto Costa (PT-PE). “Os recursos do RP9 são de indicação do parlamento. Isso começou em 2019 e é sabido. O que há é tentativa de construção de uma narrativa. A reportagem teve acesso aos documentos de indicação dos parlamentares da oposição, mas os ignorou”, escreveu o ministro.

Os pedidos de dinheiro via emendas RP9 são guardados pelos ministérios correspondentes. Se algum cidadão requer acesso via LAI (Lei de Acesso à Informação), os dados são liberados. Não está claro por que o governo não deixa tudo publicado de maneira proativa, uma vez que não há como legalmente manter as informações em reserva.

ATOS DO DIA 15

Bolsonaro perguntou aos apoiadores se eles irão a manifestações no próximo sábado, em Brasília. O presidente afirmou que deve ir aos 2 eventos programados.

“Alguém vai estar dia 15 aí? Eu sei que eu vou estar lá com os ruralistas, parece que de manhã tem um movimento de evangélicos. Pretendo estar nos 2”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.