Bebê é abandonado dentro de lixeira que estava prestes a ser triturada.

Choro da criança impediu que ela fosse triturada por um caminhão de recolhimento de detritos da Conlurb.

A vida começou difícil para um recém nascido, abandonado pela mãe dentro de uma lixeira na comunidade Nova Brasília, no Complexo do Alemão, no Rio. Mas quis o destino que o choro da criança acabasse por salvar a vida do bebê, impedindo que ele fosse triturado pelo caminhão que  recolhia os detritos naquela comunidade, na tarde desse sábado (27). 

 Moradores escutaram o choro da criança dentro de uma bolsa e conseguiram retirá-la quando os garis já trabalhavam para colocar os detritos no veículo. 

Quando o objeto foi aberto, os moradores da região ficaram surpresos com o que viram. A bolsa havia sido abandonada no local naquela mesma tarde. Acionados pelos moradores, uma equipe do Conselho Tutelar foi ao local e encaminhou a criança para um abrigo.  A notícia sobre o abandono provocou comoção nas redes sociais e muitas pessoas, nos comentários, já demonstravam interesse em adotar a criança. 

Como dar o filho para adoção?

A Lei 13.509/2017 introduziu o artigo 19-A no ECA, o qual determina que as gestantes ou mães que demonstrem interesse em entregar seu filho para adoção deverão ser encaminhadas para a Justiça da Infância e Juventude, órgão que deverá realizar o processo para busca de família extensa (termo utilizado pela Justiça para designar parentes ou familiares próximos).

Se não for encontrado parente apto a receber a guarda, a autoridade judiciária competente determinará sua colocação sob guarda provisória de quem estiver apto a adotá-la ou em entidade que desenvolva programa de acolhimento familiar ou institucional.

Algo errado com esse post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.