Bebê desaparecida é encontrada viva em caverna; sequestrador faria “sacrifício a espíritos”

bebe desaparecida caverna 1 375x250 1

O sequestrador, de 44 anos, foi preso e confessou ter levado a menina à caverna após recomendação dos espíritos

Uma bebê de um ano que estava desaparecida foi encontrada viva nesta quarta-feira (8), em uma caverna onde um suposto sequestrador a levou para sacrificá-la a espíritos da floresta. A pequena Pornsiri Wongsilarung foi sequestrada no último domingo (5) por um homem identificado como Siew, de 44 anos, em um vilarejo remoto na província de Chiang Mai, na Tailândia.

Mais de 200 equipes de resgate e voluntários fizeram buscas em casas e bosques próximos. Cachorros farejadores, drones de busca aérea e uma equipe de mergulho também procuravam pela menina em vários lugares onde ela poderia ter se perdido.O suspeito foi preso e admitiu ter sequestrado a criança, deixando-a em uma caverna a cerca de três quilômetros da casa da família. Ele era amigo do pai da menina.

Acredita-se que a criança, também conhecida como Gina, tenha ficado sozinha três dias antes de ser finalmente resgatada de uma cabana de madeira em uma caverna inundada na tarde de quarta-feira (8). Ela vestia apenas uma camisa, estava coberta de picadas de insetos e parecia exausta.

O suspeito levou a polícia até o local que teria deixado a menina.“Os espíritos da floresta estavam me dizendo para sacrificar uma criança ao fantasma, então carreguei Gina e a deixei na frente da caverna. Eu não a matei”, afirmou ele à polícia.

A cozinhando e seu pai, Suriya Wongsilaruang, de 43, estava levando lixo para um aterro. A criança estava brincando na frente da casa. Malee contou ao Daily Star que chamou sua filha depois que ela terminou de cozinhar, mas não ouviu uma resposta. Foi quando percebeu que sua filha havia desaparecido.

“Tenho orado dia e noite para que meu bebê volte para casa em segurança. Estou tão feliz por ela estar viva. Eu teria dado minha própria vida para vê-la voltar para casa com segurança. Estou muito grata a todas as pessoas que ajudaram a encontrá-la. Ela estará segura novamente conosco. Eu nunca vou deixá-la ir novamente”, contou a mãe.

O general de polícia Pichet Chiranantasin afirmou que o suspeito está sendo interrogado e que ele parecia confuso, podendo estar sob efeito de drogas.“Precisamos questionar mais o suspeito sobre o motivo, se alguém mais estava envolvido, e verificar se ele fez alguma coisa com a garota. Também vamos esperar por relatórios médicos sobre sua condição”, afirmou o general.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.