Avião que caiu com Marília Mendonça pertenceu a Henrique e Juliano

Sem titulo 295

A a aeronave de modelo C90A, número de série LJ-1078, usada pela cantora Marília Mendonça na última sexta-feira (05/11) e que acabou se envolvendo num acidente fatal foi vendida à empresa de táxi aéreo pela dupla Henrique e Juliano. A informação foi revelada nesta segunda (08/11), pela assessoria da artista.

“Henrique & Juliano venderam a aeronave de modelo C90A, número de série LJ-1078, pouso convencional 2 motores turbo-hélice em 09 de julho de 2020 para empresa PEC TÁXI AEREO”, diz o comunicado enviado à imprensa, que ainda disponibiliza o link para consulta ao cadastro do avião no registro aeronáutico brasileiro.

A nota da assessoria de imprensa também reforça que Marília Mendonça sempre foi muito cuidadosa e manteve critérios bem definidos para orientar a marcação de compromissos profissionais. Ao contrário do que muitos artistas fazem, a cantora não aceitava as chamadas “dobras”, quando mais de uma agenda era marcada para um mesmo dia. Sobre isso, a assessoria esclarece que “A cantora sempre se preocupou com a sua segurança e de toda a equipe, por isso, não agendava (…) compromissos seguidos no mesmo dia, seja demandas de imprensa, shows e outros tipos de apresentações. Ressaltamos que o único compromisso dobrado em sua carreira ocorreu em 2016, na premiação dos “Melhores do Ano”, no Domingão do Faustão, após o show de Itaberaí, Goiás”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.