Ator Sérgio Mamberti, do Castelo Rá-Tim-Bum, morre aos 82 anos em SP

sergio mamberti

Sergio Mamberti, de 82 anos, faleceu na madrugada desta sexta-feira, segundo confirmou ao site G1 o filho do ator, Carlos Mamberti. Segundo ele, o pai estava intubado desde o o dia 28 de agosto, em um hospital da rede Prevent Senior, na capital paulista, com uma infecção nos pulmões.

O artista, reconhecido por papéis de destaque na TV, como o mordomo Eugênio, na novela “Vale Tudo”; e Doutor Vitor, no “Castelo Rá-Tim-Bum”, já havia sido internado, em julho deste ano, para tratar de uma pneumonia.

Na época em que Mamberti foi internado pela última vez, outro filho do ator, o diretor da Globo Fabrício Mamberti, comentou: “Este ano tem sido duro para ele. Já teve três internações. Na penúltima (em julho), teve uma pneumonia, resolveu e voltou para casa. Mas foram muitos remédios, e isso acabou afetando um pouco os rins dele. Ele passou três semanas em casa e começou a ter disfunção renal, o que alterou a pressão. Novamente, teve que voltar para a UTI. E, como fica numa posição sem muito movimento, novamente o pulmão começou a ter água e, com isso, se formou uma nova pneumonia”, disse à coluna de Patricia Kogut.

Mamberti fez sua estreia na carreira em 1963, no teatro, com a peça “Antígone América”, escrita por Carlos Henrique Escobar, produzida por Ruth Escobar e dirigida por Antônio Abujamra. No cinema, atuou em várias produções marcantes, como “O Bandido da Luz Vermelha”, de 1969; “Toda nudez será castigada”, de 1973; e também em roteiros infantis, como nos filmes “Xuxa Abracadabra”  e “O cavaleiro Didi e a princesa Lili”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.