Ator e apresentador da Globo acusado de agressão com socos e chutes

bsfm9ffd73h46pq8ffe4wgkk4

O ator e apresentador da TV Globo, Érico Brás, responde a um processo no 9 Juizado Especial Criminal do Rio de Janeiro pelo crime de Lesão Corporal. A primeira audiência para tratar o caso estava marcada para o último dia 11 de novembro, mas o apresentador não foi encontrado para receber a intimação, e por isso uma nova data será marcada.

Continua após a publicidade

A coluna teve acesso exclusivo ao boletim de ocorrência registrado na 16 Delegacia de Polícia da Barra da Tijuca. A denúncia foi feita por um ex-surfista profissional, que o acusou de lesão corporal provocada por socos, tapas e pontapés.

De acordo com o boletim de ocorrência, o suposto crime praticado pelo ator – e antigo apresentador do Se Joga – ocorreu na Pousada Quebra Mar, localizada na Praia dos Amores, na Barra da Tijuca.

O ex-surfista profissional explicou a este colunista que estava hospedado na pousada há cerca de 15 dias, porque sua residência, no bairro da Tijuca, estava passando por obras. Segundo ele, o ator já estava hospedado também há alguns dias sozinho na pousada quando ele chegou, e mesmo assim estaria causando transtornos pelo barulho que fazia, e o alto tom de voz que falava ao telefone. 

Reprodução processualCapa Processual

Leia Também

Ator e apresentador da Globo acusado de agressão com socos e chutes

Banco dos réus: Viúva de músico diz que vai processar cantor Thiaguinho

“Demissão de Camila Queiroz era certa por descumprir antigo contrato”

Continua após a publicidade

A coluna lembra que neste último final de semana foi divulgado que o ator se separou de Kênia Maria, e que a separação não teria sido nada amigável. “Kênia Maria entrou com pedido de divórcio litigioso e outras medidas judiciais que se mostram necessárias, uma vez que a separação não aconteceu de maneira amigável e os desdobramentos acarretaram situações prejudiciais à atriz”, disse a assessoria de Kênia em nota enviada por sua assessoria.

A vítima informou aos policiais que foi na cozinha da pousada Quebra Mar no início da madrugada, e que pediu educadamente para que o ator “falasse mais baixo.” Entretanto o ator teria respondido para o hóspede que ele “não é dono da pousada”, e em seguida teria começado a sequência de agressões com socos, tapas e pontapés.  

Reprodução processualReprodução Processual

A vítima narrou que acionou a Polícia Militar. Os agentes teriam ido até o quarto em que o apresentador estava hospedado, o 307, porém Érico Brás teria se recusado a abrir a porta em razão do horário e da falta de uma ordem judicial. O surfista também contou às autoridades que, na hora das agressões, não teria nenhum funcionário responsável pela pousada no local, e que após o ocorrido ele resolveu deixar o local preocupado com o comportamento do ator, que aparentava estar completamente alterado. 

Ainda não se sabe se Érico Brás estava hospedado na pousada em razão do divórcio litigioso com Kênia Maria, uma vez que a separação não foi nada amigável e, como ela mesma declarou por meio da sua assesoria, precisou tomar medidas judiciais contra o ex. 

Em contato com a assessoria de imprensa do ator, foi enviado à coluna o seguinte comunicado: “A assessoria de imprensa do ator e apresentador Érico Brás informa que o artista não recebeu nenhuma notificação sobre processo criminal. Além disso, Brás ressalta que é totalmente avesso a brigas e confusões, mas que – mesmo assim – irá acionar sua equipe jurídica para entender o que está ocorrendo e resolver qualquer mal entendido.” , diz a nota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.