Atirador e feminicida enviou foto da ex-mulher ferida à mãe dela

Sem titulo 64

O homem que matou a ex-companheira após fazê-la de refém na Vila Maria, zona norte de São Paulo (SP), tentou fazer uma chamada de vídeo com a mãe da vítima para mostrar a mulher baleada na cabeça.

Sem sucesso na ligação, o criminoso enviou uma foto. O crime aconteceu na última segunda-feira (16), na residência do casal. Três policiais ficaram feridos após o assassino disparar.

A mãe de Maria Cecília Aguiar mora em Campina Grande, na Paraíba. O homem usou o celular da vítima para mandar a foto. O casal estava junto há cerca de 20 anos, com três filhos e tinham um relacionamento conturbado. Uma medida protetiva que a vítima tinha contra o ex não foi capaz de parar o criminoso e evitar o feminicídio.

A Polícia Militar chegou a negociar com o atirador, mas a mulher já estava ferida na cabeça quando da chegada dos policiais. O homem afirmou que se renderia, mas atirou contra as equipes, ferindo três policiais. Os agentes revidaram e acertaram o criminoso, que está internado em um hospital em estado grave.

VEJA A REPORTAGEM ABAIXO:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.