Aras encaminha à CPI da Pandemia investigações contra 5 governadores

fcpzzb abr 10091922899 scaled 1

O procurador-geral da República, Augusto Aras, encaminhou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia investigações no Superior Tribunal de Justiça (STJ) referentes a cinco governadores brasileiros.

São eles: Wilson Lima (Amazonas), Rui Costa (Bahia), Romeu Zema (Minas Gerais), Helder Barbalho (Pará) e João Doria (São Paulo).

Os mandatários são alvos de apurações sobre supostas irregularidades cometidas com verba pública destinada ao enfrentamento da Covid-19.

O ofício foi enviado ao Senado nesta última segunda-feira (17).

No texto, o PGR salienta que as informações são oriundas “da Assessoria Jurídica Criminal no STJ deste gabinete, contendo dados acerca dos procedimentos investigativos criminais em que se apuram crimes relacionados à aplicação de recursos destinados ao combate à pandemia e que estão sob a responsabilidade daquela assessoria”.

Aras ressaltou que “o compartilhamento de documentos e informações entre autoridades em esforços apuratórios são muito úteis para o progresso de suas respectivas linhas investigativas”.

João Doria (PSDB)

Há quatro investigações preliminares contra o governador de São Paulo: duas sobre aquisição de doses da CoronaVac; e outras duas acerca da compra de respiradores que teriam sido superfaturados.

Wilson Lima (PSC)

Com relação ao governador do Amazonas, Aras encaminhou a denúncia sobre aquisição de respiradores e uma apuração sobre irregularidades em um hospital de campanha.

Rui Costa (PT)

Segundo a investigação no STJ, o governador petista da Bahia teria superfaturado respiradores.

Romeu Zema (Novo)

O Judiciário apura a construção de um hospital de campanha.

Helder Barbalho (MDB)

Há dois inquéritos contra o governador emedebista do Pará: o primeiro diz respeito à aquisição de 1,6 mil unidades de bomba de infusão. O outro é relacionado a uma compra de 400 ventiladores pelo governo estadual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.