APÓS NAMORADA APARECER MORTA EM LIVE, YOUTUBER É PRESO E CONDENADO A SEIS ANOS

youtuber assassino 1 widelg

Stas Reeflat, ou Stanislav Reshetnikov, chocou a Rússia após um tétrico crime cometido online. Isso porque ele havia sido acusado de matar Valentina ‘Valya’ Grigoryeva, que tinha 28 anos, durante uma live. 

Antes, era apontada a causa da morte por hipotermia, após Reeflay ter a ideia de a deixar trancada de calcinha e sutiã para fora da varanda de seu apartamento, que estava com um clima abaixo de zero graus. Um espectador da live teria oferecido 800 euros (R$4.987,00) para ver a mulher sofrendo abusos.

No entanto, com a análise de especialistas, foi descoberto que a verdadeira causa da morte se deu com um ferimento na cabeça, causado por Reeflay, que assumiu no dia, dizendo ter agredido várias vezes a companheira. Os exames constataram um “traumatismo crânio cerebral” e “vários hematomas no rosto e tecido mole”.

A sentença do youtuber, de acordo com o Daily Mirror, foi de 6 anos em uma colônia penal restrita. A condenação se baseia em infligir lesões corporais graves, resultando em morte.

Reshetnikov passou por exames psicológicos e psiquiátricos, contudo, o resultado fora negativo. O criminoso até mesmo disse que seria capaz de enfrentar o julgamento. 

O crime

Em live, segundo a imprensa local, era possível ouvir Reeflay chamando pela namorada, que aparece morta em vídeo: “Valya, você está viva? Minha coelhinha, o que aconteceu com você?”.   

Após chamar um médico para examiná-la, continuou: “Gente, sem pulso… ela está pálida! Não está respirando!”. Algumas notícias repassaram a informação de que Valentina estava grávida, mas a história é falsa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.