Após mais um tropeço do Palmeiras; Galiotte entra em cena fala do atual momentobe decide futuro de Abel

inbound882327470782894708

Queda de desempenho sem precedentes. O Palmeiras não consegue vencer seus adversários no Brasileirão e terá pela frente uma final de Libertadores. O baixo rendimento preocupa Maurício Galiotte, que está em fase final de mandato.

“Enquanto eu for o presidente do Palmeiras, o Abel é o treinador do Palmeiras. Ele tem contrato até o fim do próximo ano, teremos uma mudança de gestão e obviamente serão feitas várias reflexões, o planejamento já se iniciou. Algumas definições serão feitas em dezembro, de alguns jogadores, sobre renovações, reforços, tudo isso. Temos tratado, temos falado. O Palmeiras como todos os clubes tem carências, existem ajustes a serem feitos no elenco. Como estou deixando o clube, encerrando o ciclo em dezembro, isto precisa ser feito a quatro mãos com a próxima gestão. Sobre o Abel, enquanto eu for o presidente do Palmeiras, ele é o técnico do Palmeiras,” disse ao Globo Esporte.

PUBLICIDADE

“O momento não é bom, passamos por uma instabilidade. Tem o desgaste emocional, de tudo que participamos e estivemos envolvidos no último ano. O Palmeiras participou de oito decisões contando finais e mata-matas, temos o momento técnico abaixo da expectativa. Fisicamente também podemos destacar que estamos abaixo, pelo que sofremos nos últimos meses. É desgastante tudo que o Palmeiras vivenciou, exige muito do atleta, da comissão técnica. É inerente ao que passamos nos últimos meses.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.