Angelina Jolie bate recorde de Jennifer Aniston em estreia de conta no Instagram

angelina jolie advises women who fear being abused over the holidays be connected for emergencies 1

angelina jolie advises women who fear being abused over the holidays be connected for emergenciesA atriz Angelina Jolie, 46 anos, finalmente se juntou ao Instagram na última sexta-feira (20 de agosto) ao criar uma conta na plataforma e compartilhar uma carta recebida de uma menina afegã.

gettyimages 1174362012A estreia de Jolie na rede social levou os fãs à loucura e fez com que a conta da atriz fosse seguida por mais de duas milhões de pessoas em apenas três horas, um novo recorde na plataforma.

AdChoicesPUBLICIDADE

O antigo recorde de conta com dois milhões de seguidores em menos tempo pertencia a uma velha conhecida da celebridade, a atriz Jennifer Aniston, que além de compartilhar a lista de grandes estrelas da geração com Jolie, também é ex-esposa de Brad Pitt.

Aniston criou sua conta no Instagram em janeiro de 2019, postando uma foto tirada em um encontro com os outros astros da série ‘Friends’. “Agora somos ‘amigos’ no Instagram também”, escreveu a atriz na legenda da publicação na época. Ela conseguiu dois milhões de seguidores em apenas cinco horas e 16 minutos.jennifer aniston e brad pitt

Já Jolie fez sua estreia no Instagram defendendo os direitos humanos e pedindo apoio ao povo do Afeganistão após o grupo extremista Talibã voltar a tomar o controle do país.

Em sua primeira publicação na rede social, a atriz compartilhou uma carta que ela recebeu de uma adolescente afegã. “No momento, o povo do Afeganistão está perdendo sua capacidade de se comunicar nas redes sociais e de se expressar livremente. Então, vim ao Instagram para compartilhar suas histórias e as vozes de pessoas em todo o mundo que lutam por seus direitos humanos básicos”, declarou Jolie na legenda do registro.gettyimages 450128487

A artista também relembrou que ela estava no país asiático duas semanas antes dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. “Lá encontrei refugiados afegãos que haviam fugido do Talibã. Isso foi há vinte anos”, disse. “É revoltante ver os afegãos sendo deslocados mais uma vez por causa do medo e da incerteza que tomou conta de seu país.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.