Amarrada em cruz, mulher morre em suposto ritual em cemitério.

Vítima teria sido amarrada em uma cruz e espancada em um cemitério na região de Formigueiro, no Rio Grande do Sul. Casal foi preso.

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul (PCRS) prendeu, na madrugada deste sábado (10/2), um casal suspeito de envolvimento na morte de uma mulher em um suposto ritual num cemitério. A vítima teria sido amarrada em uma cruz e espancada em um cemitério na cidade de Formigueiro, no interior do estado.

As investigações apontam que o crime teria sido cometido durante um suposto ritual religioso, informou o portal g1. O delegado responsável pela investigação afirmou que o casal deve responder por homiício qualificado por tortura.

O marido e o filho da vítima estavam no local do crime, ainda segundo a polícia. Eles chegaram a levar a mulher ao hospital, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu. Os familiares da vítima foram ouvidos pelas autoridades policiais e liberadas.

A reportagem do Metrópoles entrou em contato com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, mas não obteve reterono até a publicação deste texto. O espaço segue aberto.