Agora é oficial, Miguel Borja é anunciado pelo Grêmio e fica até 2022

inbound5736670858401479729

O Grêmio oficializou na tarde desta quinta-feira (5) a contratação do centroavante Miguel Borja, por empréstimo, até o final de 2022.

LEIA TAMBÉM: Opinião: Mesmo com oscilações, São Paulo foi melhor no confronto contra o Palmeiras

O colombiano chegou a Porto Alegre na noite de terça-feira (3) e realizou exames médicos antes de assinar de vez com o clube gaúcho.

Para que a negociação com o Grêmio fosse oficializada, era necessária uma renovação de contrato do colombiano com o Palmeiras. Ambos acertaram uma extensão até o final de 2023.

O Imortal pagará US$ 1 milhão (R$ 5,21 milhões) para ter o colombiano emprestado até o final de 2022.

Esse valor será usado diretamente pelo Verdão para amortizar a dívida com a Crefisa, que, em 2017, investiu cerca de R$ 33 milhões para contratar o então destaque do Atlético Nacional, da Colômbia.

No contrato entre Grêmio e Borja, por sua vez, o Tricolor arcará com a parte do Palmeiras no salário (que era de cerca de US$ 100 mil, ou R$ 521 mil) e ainda dará uma adicional ao atleta, elevando os vencimentos para a casa dos R$ 800 mil.

Outra condição aceita pelos gaúchos foi que, a partir de 15 de dezembro de 2021, caso o Verdão receba uma proposta do exterior pelo atacante, Borja tem que ser liberado na hora para ser vendido.

Além disso, caso isso ocorra, não haverá qualquer desconto no US$ 1 milhão já pago pelo clube de Porto Alegre ao Verdão pelo empréstimo do atleta. Se não chegar alguma proposta, todavia, Borja seguirá normalmente no Grêmio até o final de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.