ÁCARO DA FARINHA: QUEM É ESSA ESTRANHA CRIATURA?

20101441689073

Em algum momento da sua vida você já ouviu falar no ácaro da farinha? Se a sua resposta foi negativa, é bem provável que você não seja a única pessoa. Apesar de consideravelmente desconhecidos, essas minúsculas criaturas possuem um grande impacto nos alimentos guardados na despensa. 

O ácaro da farinha, também chamado de ácaro dos grãos, são pragas de coloração cinza-esbranquiçada. Por mais que os maiores espécimes meçam no máximo 6,5 milímetros, eles podem provocar danos significativos se infestarem rações para animais, cereais, arroz, vegetais secos, queijo, milho, fubá e frutas secas.

Lidando com o ácaro da farinha

(Fonte: Pixabay)

Um ácaro da farinha fêmea pode liberar até 800 ovos de uma vez só, o que significa que essas criaturas se reproduzem em um proporção bastante alta. Por isso, é importante ter consciência de como elas podem afetar seus alimentos e ter um plano de preparo para evitar com que se disseminem pela sua cozinha.

Apesar de serem mais achados em alimentos, esses animais também habitam áreas da casa onde a comida está armazenada, como despensas, cozinhas ou até mesmo o quarto de pessoas que costumam guardar lanches em gavetas. Os ácaros da farinha costumam deixar para trás um resíduo empoeirado, parecido com fiapos que saem dos móveis.

Além disso, alimentos que foram infestados pelos ácaros podem apresentar um leve odor de menta. Caso você detecte um odor marcante em alguma comida, procure por indícios que apontem para uma infestação dessa peste, assim você poderá contê-la o quanto antes.

Efeitos do ácaro da farinha

(Fonte: Wikimedia Commons)

Por mais nojento que seja pensar que você já possa ter engolido um ácaro da farinha alguma vez na sua vida, essas criaturas normalmente são inofensivas para os seres humanos. Entretanto, algumas pessoas podem sofrer algum tipo de alergia ou até mesmo desenvolver um tipo de inflamação.

Quem mais sofre com a infestação dos ácaros são os nossos animais de estimação. Cachorros e gatos que são alimentados com ração infectada podem ter diarreia, reações alérgicas graves e inflamação no intestino. Por isso, é importante estar sempre trabalhando na prevenção.

Caso você detecte um alimento infestado, não pense duas vezes em jogá-lo fora. Sempre que possível, lave a comida com água quente para matar os ácaros e constantemente passe aspirador na despensa para evitar com que eles se escondam. Por fim, tente reduzir a umidade dos ambientes que armazenam alimentos, uma vez que o ácaro da farinha se prolifera com mais facilidade em locais escuros e úmidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.