Abel recusa proposta Milionária e fica no Palmeiras

inbound8139644028300184963

 técnico do Palmeiras tem um lema: as 24 horas após uma partida são sagradas, seja para comemorar um título, seja para lamentar uma derrota. Com o prazo após a conquista do tricampeonato da Libertadores chegando ao fim, clube e torcida ainda festejam. Mas o Mundial de Clubes acontece em menos de três meses, e não há como não se indagar: Abel Ferreira será o técnico do time em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes? Em tese, não deveria haver dúvida. O contrato do português vale até o fim de 2022, afinal. Mas não é de agora que Abel tem ameaçado um retorno à Europa, uma vez que tem dito estar no limite porque o calendário brasileiro é insano e desumano. E é apenas uma proposta do continente

De antemão, Abel não tem interesse em trabalhar no futebol dos países árabes. O treinador já recebeu diversas aproximações e ofertas de clubes como Al Nassr (Arábia Saudita) e Al Rayyan (Qatar). E recusou até mesmo as ofertas de clubes com certa tradição na Europa, como Bordeaux (FRA) e Fenerbahçe (TUR). O raciocínio é simples: se for para ir a uma equipe de um mercado médio, ou uma equipe menor em um mercado de ponta, Abel Ferreira cumpre seu contrato com o Palmeiras. No Alviverde, ele é ídolo e está totalmente aclimatado. Tem condições de trabalho de ponta e apoio incondicional da nova gestão, encabeçada pela presidente Leila Pereira. Hugo Cajuda, empresário de Abel Ferreira.

Hugo Cajuda, empresário de Abel Ferreira, recebe sondagens quase diárias de agremiações pelo mundo, interessadas em sua contratação. Mas a tendência, para alegria dos palmeirenses, é que ele fique no clube, diante do panorama que lhe vem sendo oferecido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.