Abel é expulso de novo e aumenta lista de Cartões

inbound4565052137588640180

Na bronca com a arbitragem, Abel Ferreira viu sua lista de advertências aumentar no último sábado, na derrota por 2 a 0 do Palmeiras contra o Atlético-MG. Agora o treinador acumula 17 cartões desde a sua chegada ao Verdão.

PUBLICIDADE

Contratado em novembro de 2020, Abel já recebeu 14 cartões amarelos e três cartões vermelhos. A expulsão contra o Galo vai obrigar o treinador a cumprir suspensão automática contra o Cuiabá, no próximo domingo, em jogo que será disputado no Allianz Parque, às 11h.

Na súmula, o árbitro Bruno Arleu de Araújo relatou que o português fez um protesto acintoso na beira do gramado – o auxiliar João Martins também recebeu cartão vermelho. De acordo com o treinador, quem determinou a expulsão de Patrick de Paula foi o auxiliar Rodrigo Correa.

Com outro cartão vermelho na conta, Abel Ferreira pode ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva novamente. Em abril, ele foi expulso no primeiro tempo da Supercopa, contra o Flamengo, após reclamar de uma marcação do árbitro Leandro Vuaden. Punido inicialmente pelo STJD com um jogo de suspensão, ele foi liberado por um efeito suspensivo, mas a análise do recurso determinou que a punição fosse aumentada para duas partidas.

Um acordo entre Palmeiras e STJD, porém, reverteu o segundo jogo da suspensão em medida de interesse social e multa de R$ 7,5 mil, valor que foi doado para três instituições.

Por causa de decisões da arbitragem, Abel Ferreira já chegou a afirmar que “é por vossos erros que a gente vai embora”, como ocorreu no empate em 1 a 1 contra o São Paulo, pelo Brasileirão da temporada passada. Mas ele segue firme no Verdão – o contrato é válido até o fim de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.