Abel detona a Imprensa e manda recado: vão ter que me engolir

inbound8783748782669175390

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, aproveitou o espaço dado após o fim do jogo diante do Sport para responder ofensas que tem recebido de alguns jornalistas. O português não citou nomes, mas deixou claro que está havendo falta de respeito nas análises.

“Para mim, futebol moderno é intensidade, ser vertical, jogar para frente, de chutar 37 vezes ao gol. Agora, para que isso aconteça, é preciso que se dê tempo para a equipe descansar, que foi o que aconteceu. Enfrentamos o Bahia e tivemos dois dias de descanso. Enfrentamos o Bragantino e tivemos dois dias de descanso para ir a Fortaleza”, falou Abel, criticando o calendário brasileiro.

PUBLICIDADE

“Ainda houve um inteligente, e esses vão me ouvir até o final. Como dizia o Zagallo, vão ter que me engolir. Hoje, a equipe só jogou com esse ritmo e intensidade porque tivemos uma luta muito para conseguirmos adiar o jogo por dois dias. Iríamos jogar contra o Ceará, vir de avião e, dois dias depois, jogar no Allianz Parque contra o Sport. Isso é de quem não pensa”, disparou.

“Para aqueles que vivem para falar mal dos outros…. Porque há dois tipos de jornalismo esportivo. Podem me criticar como treinador, mas quando passa para a ofensa, mostra o caráter da pessoa que diz isso“, adicionou o treinador.

Em um ano no comando do Alviverde, o técnico levantou a Libertadores e a Copa do Brasil de 2020 e tem a oportunidade de conquistar mais uma taça continental. Dia 27 de novembro tem final contra o Flamengo em Montevidéu, no Uruguai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.