A Bíblia aborrece com reprise precoce de Gênesis

Eva Juliana Boller e Adao Carlo Porto de A Biblia 1

A primeira semana de A Bíblia, espécie de “compilado” que a Record TV vem fazendo de Gênesis, Os Dez Mandamentos e A Terra Prometida, foi um verdadeiro teste de paciência. Afinal, como a ideia é trazer os acontecimentos bíblicos em ordem cronológica, a “trama” começa com Gênesis, que acabou de sair do ar.

Assim, no primeiro capítulos de A Bíblia, reencontramos aquele paraíso colorido de Adão (Carlo Porto) e Eva (Juliana Boller) e a nudez disfarçada por “coisas” à frente da tela que dão um “efeito Os Simpsons” ao disfarce. Já o drama de Caim e Abel tomou conta do segundo capítulo.

Assim, no terceiro capítulo, A Bíblia já narra A Arca de Noé, uma das fases mais interessantes e elogiadas de Gênesis. De fato, há um capricho visual e boas performances na trama protagonizada por Oscar Magrini. O dilúvio já toma conta de A Bíblia no quarto capítulo.

Por mais que as primeiras fases de Gênesis tenham suas qualidades, ainda é muito cedo para rever a trama desta maneira. No ar, fica parecendo que Gênesis recomeçou após a sua conclusão, como uma exibição em looping. Precisava?

Outras tramas de Gênesis também serão exibidas antes de A Bíblia chegar à saga de Moisés (Guilherme Winter), que é quando começará a reprise de Os Dez Mandamentos. Complicado.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.