dentro

7 alimentos que “roubam” a memória; confira a lista completa

De acordo com um estudo publicado pela revista científica Brain, Behavior, and Immunity, alguns alimentos podem causar perda de memória por atingirem as atividades cerebrais. Nesse sentido, o principal determinante é a pobreza em nutrientes, que ainda favorece o desenvolvimento de enfermidades cardiovasculares, diabetes, obesidade e outros.

Ainda que o estudo não tenha sido aplicado em humanos, pois está em fase de testes, a pesquisa mostrou uma resposta inflamatória preocupante. Sobretudo, os alimentos industrializados se destacaram pelo baixo tempo para gerar essa reação.

Segundo estimativas divulgadas pelo portal Healthline, a previsão é que a demência afete mais de 65 milhões de pessoas no mundo até 2030, e o declínio da memória é um dos principais progressores para doenças neurodegenerativas. Portanto, uma dieta balanceada pode auxiliar no atraso desses processos.

Abaixo, trouxemos exemplos de alimentos que podem “roubar” a memória. Lembrando que o nosso texto tem caráter meramente informativo. Para dietas ou detalhes mais técnicos, recomendamos que você marque consulta com um nutricionista de sua preferência.

Quais são os alimentos que roubam a memória?

1) Bebidas industrializadas

De acordo com uma pesquisa da associação Alzheimer’s & Dementia, pessoas que consomem bebidas industrializadas, como sucos de caixinha e refrigerantes, tendem a adquirir mais problemas de memória. Além disso, são três vezes mais propensas a terem um AVC ou manifestarem sinais de demência mais cedo na vida.

No geral, além de atingir o cérebro, essas bebidas afetam o organismo, aumentando o risco de diabetes, doenças cardíacas e obesidade.

2) Carboidratos ultraprocessados

No geral, alimentos como arroz branco, pães e biscoitos produzidos com farinha branca apresentam um alto índice glicêmico. Como consequência, há uma digestão mais rápida no organismo, causando aumento nos níveis de açúcar no sangue e também de insulina.

Como consequência, o alto consumo desses alimentos podem prejudicar a memória, causando problemas no desenvolvimento cognitivo de crianças e jovens.

3) Alimentos gordurosos

Em resumo, a gordura trans tem efeito prejudicial na saúde do cérebro porque o consumo pode acarretar um maior risco no desenvolvimento de doenças como Alzheimer. Ademais, estudos mostram que grandes quantidades de alimentos gordurosos na dieta provoca memória fraca e declínio cognitivo.

Comumente, são encontrados em alimentos como salgadinhos, bolos prontos, margarina e outros alimentos industrializados.

4) Pipoca de micro-ondas

Além do alto índice de gordura trans, esse alimento também possui alta concentração de sódio e poucos minerais. Dessa forma, danifica as funções do cérebro e a memória, causando concentração de mau colesterol no organismo e afetando outras atividades orgânicas.

5) Aspartame

Basicamente, o aspartame é um tipo de adoçante artificial adicionado em produtos cujos rótulos indicam ausência de açúcar. Entretanto, seu consumo causa problemas comportamentais e cognitivos, pois a quebra das substâncias pelo organismo libera elementos prejudiciais ao cérebro, como o metanol e o ácido aspártico.

6) Álcool

O consumo excessivo de álcool causa redução do volume cerebral, além de uma série de alterações metabólicas que atingem a atividade dos neurotransmissores. Ademais, causa deficiência de vitamina B1, responsável pela manutenção da memória, visão e funções motoras.

7) Peixes com alta concentração de mercúrio

Em resumo, o mercúrio é um contaminante de metal pesado é um verdadeiro veneno para o cérebro. Comumente, fica armazenado no tecido de animais, como peixes e frutos do mar. Como consequência, o consumo pode causar distúrbios no sistema nervoso central, produção de neurotoxinas e desequilíbrios cognitivos.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.