7 alimentos que as pessoas ainda têm receio, mas não deveriam

hamburguer 37334 242 427

Muitas pessoas acreditam que alimentação balanceada significa deixar de consumir diversos alimentos. Mas não é bem assim que funciona, afinal dietas restritivas causam compulsão alimentar – o que pode ser ainda pior do que simplesmente consumir um alimento em quantidade adequada.

Além disso, é muito comum que as pessoas sintam receio em consumir certos alimentos por acharem que eles vão fazer mal à saúde. Pensando nisso, listamos alguns que geralmente são mal vistos, quando na verdade você não deve ter medo de consumi-los. É hora de acabar com certos mitos!

Ovos

Ao contrário do que as pessoas acham, o ovo não é responsável pelo aumento do colesterol e ele pode, sim, ser consumido no dia a dia, visto que é um alimento bastante nutritivo.

O ovo é rico em vitaminas A, D e E, além de possuir minerais essenciais para o organismo como zinco, selênio e magnésio. Seu consumo ajuda no processo de emagrecimento, auxilia no desempenho do cérebro e contribui com a saúde dos olhos.

Outra vantagem do ovo é ser um alimento muito versátil, podendo ser preparado de muitas maneiras e inserido na culinária por meio de muitas receitas deliciosas.

Hambúrguer

É só pensar em hambúrguer que muitos associam a comida de fast food, alimentando o imaginário popular de que é um alimento ruim para a saúde. No entanto, o hambúrguer feito com ingredientes caseiros pode entrar no cardápio regularmente.

Quando for preparar o seu hambúrguer caseiro opte por carnes magras como o patinho, por exemplo. E ao invés de fritá-lo, que tal assá-lo? Assim você pode garantir todos os benefícios deste alimento.

Pasta de amendoim

Já ouviu dizer que os doces não fazem bem para a saúde? Só que nem todos os doces desempenham esse papel de vilão. Esse é o caso da pasta de amendoim, que o que tem de saboroso tem de benéfico.

As pessoas costumam dizer que o amendoim faz parte do grupo das oleaginosas, por conta do seu alto teor de gordura. Porém, ele é uma leguminosa e quase 50% de sua gordura é ômega-9, que ajuda a regular o colesterol.

Metade da pasta de amendoim é composta por essa gordura boa e a outra metade é uma soma de proteína, carboidrato e fibra. Portanto, este alimento é um grande aliado de quem pratica exercício físico e também para quem está em processo de emagrecimento.

Pães

Sabe quando bate aquela vontade de comer um pãozinho e você se priva? Não precisa mais passar por isso, afinal, o pão é um alimento que está sempre presente na mesa dos brasileiros.

O pão pode ser um alimento saudável sim, desde que você mesmo o faça. Pães integrais, de centeio ou de aveia são ótimas opções para a dieta, pois são ricos em fibras que contribuem para a regulação da função digestiva.

Abacate

O abacate é visto como um alimento calórico e um inimigo por ser uma fruta rica em gorduras. Está aí um grande engano. Ele contém gorduras, sim, mas são de alta qualidade e atuam na redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos no organismo.

Além disso, trata-se de uma fruta rica em nutrientes como cálcio, potássio, vitamina C, fósforo e outros. Dessa forma, o abacate pode ser inserido na dieta sem medo, auxiliando quem está em processo de emagrecimento, melhorando o rendimento no treino e até atuando no combate da constipação.

Queijos

Os queijos podem ser aliados da alimentação quando escolhidos de maneira correta. Há opções saudáveis que trazem benefícios para a dieta e são fontes de cálcio e proteínas.

É fácil de escolher a melhor opção na prateleira do mercado, basta atentar-se à cor do alimento: quanto mais amarelado maior a quantidade de calorias. Quando for comprar um queijo, prefira opções como queijo minas, ricota ou cottage, por exemplo. Isso porque eles são ricos em proteínas e pobres em gorduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.