Confira o calendário da última parcela de R$600 do Bolsa Família. – Comunidade F7

Os beneficiários do Bolsa Família irão receber a 5ª e última parcela do auxílio emergencial de R$ 600 antes de todos os outros. Os pagamentos se iniciam no dia 18 de agosto, e terminam no dia 31 do mesmo mês.
A Caixa Econômica Federal (CEF) terminou de pagar a quarta parcela no dia 31 de julho para os beneficiários do Bolsa família, e que tenham o número do NIS de final 0.
Vale lembrar que, nesse caso, o benefício é depositado na mesma conta em que se é pago o Bolsa. Por isso, os contemplados podem sacar o dinheiro através dos caixas de autoatendimento, casas lotéricas ou unidades da Caixa Aqui.
Calendário do Bolsa Família (última parcela)
O calendário leva em consideração o número do benefício de dos beneficiários, mas ignorando o dígito. Por isso, no dia 18, os primeiros contemplados serão os que possuem o número do NIS com o final 1. No dia 31, recebem os de final 0.
Veja abaixo:
Número final do NIS
Data de recebimento
final 1
20 de Agosto
final 2
21 de Agosto
final 3
22 de Agosto
final 4
23 de Agosto
final 5
24 de Agosto
final 6
27 de Agosto
final 7
28 de Agosto
final 8
29 de Agosto
final 9
30 de Agosto
final 0
31 de Agosto
Pagamento do auxílio emergencial de quem não é do Bolsa Família
Os trabalhadores que não estão no Bolsa Família, o crédito do auxílio emergencial – que pode ser da primeira, da segunda, da terceira ou quarta parcela – será feito nesta sexta-feira (31/7). Nesse caso, os beneficiados são os nascidos no mês de abril.
Para essas pessoas, o valor será depositado nas contas poupanças sociais digitais, criadas gratuitamente pela Caixa. O valor poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Mas vale lembrar que só é possível efetuar o pagamento de contas, boletos, efetuar compras em estabelecimentos online ou físicos.
O dinheiro só poderá ser transferido ou sacado quando houver a liberação, que faz parte de um outro calendário.
No caso desses trabalhadores, os calendários seguem a ordem do mês de nascimento. Mas é importante que o beneficiário se atente a qual ciclo seu pagamento faz parte.