Com Fabricio Bustos e Muñoz na mira, Palmeiras define favorito; diretoria vasculha meia e centroavante

Colocado em cheque, o planejamento do Palmeiras vai avançando por novos reforços. Tratados como carência pela diretoria, o clube reforçou a lateral esquerda com Matías Viña e o ataque com Rony. Ambos chegam com o aval do técnico Vanderlei Luxemburgo e cotados como titulares.

LEIA TAMBÉM: Palmeiras tem 31 atletas no elenco para 30 vagas na Libertadores

Outra posição que também vem sendo debatida na Academia de Futebol é a lateral direita. Opções para o setor, Marcos Rocha e Mayke estão lesionados e Gabriel Menino, volante de origem, está sendo improvisado. Diante disso, nomes no mercado Sul-Americano são analisados pelo diretor de futebol, Anderson Barros.

O primeiro da lista é Daniel Muñoz, do Atlético Nacional. O Verdão tentou encaminhar o acerto pelo jogador, tendo levado, inclusive, Barros e um advogado para tratar diretamente com a equipe colombiana. Porém, o negócio não avançou devido a uma dívida por Borja, que seria de 3 milhões de dólares, cerca de 13 milhões de reais.

Outro que também agrada é Fabricio Bustos, do Independiente. O contrato com a equipe argentina vai até junho de 2022, estando avaliado em 6 milhões de euros, cerca de 28 milhões de reais. Buscando acertar com um dos dois, o Verdão terá a semana decisiva, já que na sexta-feira (28), entregará a lista com 30 nomes a Conmebol para a disputa da Libertadores.

Pensando mais para frente, de acordo com o jornalista? Guilherme Costa, o presidente Maurício Galiotte deve buscar mais dois nomes para o plantel: meio-campista e um centroavante. Neste momento, Lucas Lima vem sendo titular no meio, enquanto que Luiz Adriano é a principal opção como homem-gol.