Após Betty a Feia em NY, conheça outras versões da novela já exibida no Brasil  

Fernando Gaitán, criador de Yo Soy Betty, La Fea (no Brasil foi chamada de Betty, a Feia), nem imaginava que a novela fosse fazer tanto sucesso na Colômbia e, tampouco, mundo afora. Mas foi o que aconteceu. Após o fim da novela, várias emissoras se interessaram em exibir o folhetim, inclusive, criando suas próprias versões. Dentre os tantos remakes espalhados por aí, as mais icônicas foram A Feia Mais Bela, da Televisa, Ugly Betty da ABC, Bela, a Feia da Record e a mais recente, Betty em Nova York, da Telemundo.

De um modo geral, todas os remakes da novela contam a mesma história: uma mulher feia que se vê obrigada a trabalhar em uma agência de publicidade para sustentar a família. A protagonista acaba sofrendo bullyng por conta da aparência e se submete a várias humilhações para manter o emprego. A mocinha também se apaixona pelo chefe bonitão e faz de tudo para alivia-lo de problemas.

Em meados de 2003, a RedeTV! conseguiu – depois de muita luta – adquirir os direitos de exibição de Betty, a Feia. A novela foi exibida em 342 capítulos, fazendo muito sucesso, chegando a conquistar 10 pontos – algo incrível para a emissora na época. Contente com os resultados, a trama foi reprisada pela segunda vez em 2013, com 192 capítulos e em alta definição.

Em 2006 o SBT exibiu A Feia Mais Bela – uma das versões de Betty, a Feia criada pela Televisa – em 294 capítulos. A trama, protagonizada por Angelica Vale, obteve ótima audiência, chegando a 10 pontos em seus últimos capítulos. Infelizmente, a trama sofreu com a mudança de horário, o que acabou gerando uma série de reclamações. Em 2015, o canal de Silvio Santos decidiu reprisar o folhetim nas novelas da tardes do SBT, em 258 episódios.

Posteriormente, em meados de 2008, o SBT decidiu comprar os direitos de Ugly Betty (Betty Feia), produzida pela emissora americana ABC e estrelada do America Ferrera. Essa foi mais uma versão da novela criada por Gaitán e que obteve quatro temporadas de sucesso, num total de 85 episódios.

Notando o sucesso da novela, a Record resolveu fazer sua própria versão e, em parceria com a Televisa, criou Bela, a Feia, protagonizada por Gisele Itié. A novela sofreu com os índices de audiência no inicio, porém, acabou caindo nas graças do público e cravou bons números no decorrer da exibição. A emissora, aliás, reprisou recentemente a atração.

A Telemundo – emissora americana dedicada ao público latino que reside no país – criou recentemente a sua versão, chamada de Betty em Nova York, protagonizada por Elyfer Torres. O SBT, inclusive, adquiriu os direitos de exibição e já está transmitindo a novela nas tardes da emissora, substituindo Abismo de Paixão.