Paulo Nobre relembra título da Copa do Brasil e detona gestão de Galiotte por trabalho destruído
Artigo

Paulo Nobre relembra título da Copa do Brasil e detona gestão de Galiotte por trabalho destruído

O ex-presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, usou seu perfil no Instagram para comemorar o aniversário de quatro anos da conquista da Copa do Brasil de 2015. No post, o Nobre ainda detonou a gestão de seu antigo aliado Maurício Galiotte, alvo constante de críticas da torcida. O ex-mandatário falou em “bando de medíocres deslumbrados” que estão destruindo tudo o que ele trabalhou para construir desde 2013, quando assumiu o clube em seu primeiro mandato ainda na Série B.

“Há 4 anos o PALMEIRAS ganhava a Copa do Brasil de 2015, provando que “a bola não entra por acaso”, mas que era possível ter sucesso administrativo, financeiro e ESPORTIVO, apenas trabalhando sério, sem nenhuma mágica, sem tentar tomar atalhos, sem arrogância e ilusão de achar que SÓ O DINHEIRO é solução pra tudo, com humildade, sem a prepotência “nova rica” de achar que verde é cor da inveja, mas sim respeitando o verde como sendo a cor do Palmeiras, time que tem no seu DNA o protagonismo e deveria gerar admiração”, começou Paulo Nobre.

“É deprimente e melancólico perceber o quão difícil é construir um trabalho e conquistar o respeito do meio e da opinião pública, e como é fácil um bando de medíocres deslumbrados retrocederem aos mesmos padrões que quase faliram o clube! Palmeirenses, estejam certos que essa perdida gestão dificilmente terá outro ano frustrante como o de 2019, até acredito que vá ganhar títulos, mas a qual preço??? Mas não vamos sofrer por antecedência, vamos torcer, rezar e aproveitar as vitórias que certamente virão”, acrescentou.

Vale lembrar que neste domingo o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, anunciou a demissão do técnico Mano Menezes e do diretor de futebol Alexandre Mattos. Apesar do alto investimento, em três anos da gestão de Galiotte, o time alviverde conquistou apenas um Campeonato Brasileiro e acumulou eliminações nas competições mata-mata.

Neste ano, já completamente afastado do futebol do Palmeiras após romper com Galiotte, Paulo Nobre também abdicou do cargo de conselheiro vitalicio do clube, justamente por estar insatisfeito com os bastidores e a política interna do time alviverde.

Essa publicação tem como fonte original:Torcedores

Comentários

0 comments

GUSTAVO OLIVEIRA